Adolfo Frederico I de Mecklemburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Adolfo Frederico I de Mecklemburgo
Duque de Mecklemburgo
Duque de Mecklemburgo
Período 22 de Julho de 1610 - 27 de Fevereiro de 1658
Predecessor João VII de Mecklemburgo
Sucessor Cristiano Luís I de Mecklemburgo-Strelitz
Frederico de Mecklemburgo-Grabow
Cônjuge Ana Maria da Frísia Oriental
Maria Catarina de Brunswick-Dannenberg
Descendência
Cristiano Luís I de Mecklemburgo-Strelitz
Sofia Inês de Mecklemburgo
Carlos de Mecklemburgo
Ana Maria de Mecklemburgo-Schwerin
João Jorge de Mecklemburgo
Edviges de Mecklemburgo
Gustavo Rudolfo de Mecklemburgo
Juliana de Mecklemburgo
Juliana Sibila de Mecklemburgo
Frederico de Mecklemburgo-Grabow
Cristina de Mecklemburgo
Bernardo Segismundo de Mecklemburgo
Augusta de Mecklemburgo
Maria Isabel de Mecklemburgo
Ana Sofia de Mecklemburgo
Adolfo Ernesto de Mecklemburgo
Filipe Luís de Mecklemburgo
Henrique Guilherme de Mecklemburgo
Adolfo Frederico II de Mecklemburgo-Strelitz
Pai João VII de Mecklemburgo
Mãe Sofia de Holstein-Gottorp
Nascimento 15 de Dezembro de 1588
Schwerin, Alemanha
Morte 27 de fevereiro de 1658 (69 anos)
Schwerin, Alemanha

Adolfo Frederico I de Mecklemburgo (15 de dezembro de 1588 - 27 de fevereiro de 1658) foi o duque de Mecklemburgo-Schwerin desde a morte do pai em 1592 até 1628 e depois novamente entre 1631 e 1658. Entre 1634 e 1648 também governou o principado episcopal de Schwerin a título de administrador.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Adolfo Frederico era filho do duque João VII de Mecklemburgo e da duquesa Sofia de Holstein-Gottorp, filha do duque Adolfo de Holstein-Gottorp e da landegravina Cristina de Hesse.

Inicialmente, Adolfo Frederico governou juntamente com o seu irmão João Alberto II, sob a regência do duque Ulrico III de Mecklemburgo-Güstrow e do duque Carlos I de Mecklemburgo, tios do seu pai. Os dois irmãos assumiram o governo de Mecklemburgo-Schwerin a 16 de Abril de 1608 e, após a morte do duque Carlos a 22 de julho de 1610, também passaram a governar Mecklemburgo-Güstrow.

Divisão de Mecklemburgo e Guerra dos Trinta Anos[editar | editar código-fonte]

Em 1621, o ducado de Mecklemburgo foi formalmente divido entre os dois irmãos, tendo Adolfo Frederico passado a governar Mecklemburgo-Schwerin e João Alberto Mecklemburgo-Güstrow. Durante a Guerra dos Trinta Anos, Albrecht von Wallenstein destituiu os duques depois de ter ficado secretamente do lado do rei Cristiano IV da Dinamarca contra o sacro-imperador Fernando II. Wallenstein governou os ducados entre 1627 e 1631, ano em que os duques foram restituídos com o apoio dos suecos liderados pelo rei Gustavo Adolfo. Em 1634, Adolfo Frederico sucedeu o príncipe Ulrico da Dinamarca, tornando-se o último administrador do principado-bispado de Schwerin antes da sua secularização.

Casamentos e Descendência[editar | editar código-fonte]

Adolfo Frederico teve, ao todo, dezanove filhos legítimos. Casou-se pela primeira vez no dia 4 de Setembro de 1622 com a condessa Ana Maria da Frísia Oriental, filha do conde Enno III da Frísia Oriental e da duquesa Ana de Schleswig-Holstein-Gottorp. Tiveram os seguintes filhos1 :

  1. Cristiano Luís I de Mecklemburgo-Schwerin (1 de dezembro de 1623 - 21 de junho de 1692), casado primeiro com a duquesa Cristina Margarida de Mecklemburgo-Güstrow; sem descendência. Casado depois com Elisabeth Angelique de Montmorency; sem descendência.
  2. Sofia Inês de Mecklemburgo (11 de janeiro de 162526 de dezembro de 1694), abadessa de Kloster Rühn; sem descendência.
  3. Carlos de Mecklemburgo (8 de março de 162620 de agosto de 1670), duque de Mecklemburgo-Mirow, morreu solteiro e sem descendência.
  4. Ana Maria de Mecklemburgo-Schwerin (1 de julho de 162711 de dezembro de 1669), casada com o duque Augusto de Saxe-Weissenfels; com descendência.
  5. João Jorge de Mecklemburgo (5 de maio de 1629 - 9 de julho de 1675), casado com Isabel Leonor de Brunswick-Wolfenbüttel; sem descendência.
  6. Hedvig de Mecklemburgo (11 de agosto de 1630 - 17 de maio de 1631), morreu com nove meses de idade.
  7. Gustavo Rudolfo de Mecklemburgo (26 de fevereiro de 1632 - 14 de maio de 1670), casado com a duquesa Edmunda Sofia de Saxe-Lauenburg-Ratzeburg; sem descendência.
  8. Juliana de Mecklemburgo (8 de novembro de 1633 - 3 de fevereiro de 1634), morreu com três meses de idade.

Após a morte da sua primeira esposa, Adolfo Frederico casou-se uma segunda vez com a duquesa Maria Catarina de Brunswick-Dannenberg, filha do duque Júlio Ernesto de Brunswick-Dannenberg e da condessa Maria da Frísia Oriental. Tiveram os seguintes filhos:

  1. Juliana Sibila de Mecklemburgo (16 de fevereiro de 16362 de outubro de 1701), abadessa de Kloster Rühn; sem descendência.
  2. Frederico de Mecklemburgo-Grabow (13 de fevereiro de 163828 de abril de 1688), casado com a landegravina Cristina Guilhermina de Hesse-Homburg; com descendência.
  3. Cristina de Mecklemburgo (8 de agosto de 163930 de junho de 1693), morreu solteira e sem descendência.
  4. Bernardo Segismundo de Mecklemburgo (21 de janeiro de 164115 de novembro de 1641), morreu com dez meses de idade.
  5. Augusta de Mecklemburgo (24 de setembro de 16435 de maio de 1644), morreu com oito meses de idade.
  6. Maria Isabel de Mecklemburgo (24 de março de 164627 de abril de 1713), morreu solteira e sem descendência.
  7. Ana Sofia de Mecklemburgo (24 de novembro de 164713 de agosto de 1723), casada com o duque Júlio Segismundo de Württemberg-Juliusburg; com descendência.
  8. Adolfo Ernesto de Mecklemburgo (22 de novembro de 165013 de janeiro de 1651), morreu com dois meses de idade.
  9. Filipe Luís de Mecklemburgo (30 de maio de 165220 de outubro de 1655), morreu com três anos de idade.
  10. Henrique Guilherme de Mecklemburgo (6 de junho de 16532 de dezembro de 1653), morreu com seis meses de idade.
  11. Adolfo Frederico II de Mecklemburgo-Strelitz (19 de outubro de 165812 de maio de 1708), casado primeiro com a duquesa Maria de Mecklemburgo-Güstrow; com descendência. Casado depois com Joana de Saxe-Gota-Altemburgo; sem descendência. Casado finalmente com a princesa Cristiana Emília de Schwarzburg-Sondershausen; com descendência.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Adolfo Frederico I de Mecklemburgo em três gerações
Adolfo Frederico I de Mecklemburgo Pai:
João VII de Mecklemburgo
Avô paterno:
João Alberto I de Mecklemburgo
Bisavô paterno:
Alberto VII de Mecklemburgo
Bisavó paterna:
Ana de Brandemburgo
Avó paterna:
Ana Sofia da Prússia
Bisavô paterno:
Alberto da Prússia
Bisavó paterna:
Doroteia da Dinamarca
Mãe:
Sofia de Holstein-Gottorp
Avô materno:
Adolfo de Holstein-Gottorp
Bisavô materno:
Frederico I da Dinamarca
Bisavó materna:
Sofia da Pomerânia
Avó materna:
Cristina de Hesse
Bisavô materno:
Filipe I de Hesse
Bisavó materna:
Cristina da Saxónia

Referências