Adolfo de Hesse-Philippsthal-Barchfeld

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Adolfo
Conde de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Governo
Consorte Guilhermina Luísa de Saxe-Meiningen
Vida
Nascimento 29 de Junho de 1743
Ypres, Flandres Ocidental
Morte 17 de Julho de 1803 (60 anos)
Barchfeld, Alemanha
Filhos Frederico de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Carlos de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Guilherme de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Jorge de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Ernesto Frederico de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Carlota de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Pai Guilherme de Hesse-Philippsthal-Barchfeld
Mãe Carlota de Anhalt-Bernburg-Hoym

Adolfo de Hesse-Philippsthal-Barchfeld (29 de junho de 1743 - 17 de julho de 1803) foi conde de Hesse-Philippsthal-Barchfeld de 1777 até à sua morte.

Família[editar | editar código-fonte]

Adolfo era o décimo-quarto filho do conde Guilherme de Hesse-Philippsthal-Barchfeld e da princesa Carlota de Anhalt-Bernburg-Hoym. Os seus avós paternos eram o conde Filipe de Hesse-Philippsthal e a condessa Catarina Amália de Solms-Laubach. Os seus avós maternos eram o príncipe Lebrecht de Anhalt-Bernburg-Hoym e a duquesa Bernardina de Weede.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Adolfo tornou-se conde de Hesse-Philippsthal-Barchfeld em 1777, sucedendo ao seu irmão Frederico de Hesse-Philippsthal-Barchfeld que tinha morrido sem filhos.

Começou a sua carreira militar no exército de Hesse-Cassel e depois no exército holandês, tendo-se tornado coronel do terceiro regimento da infantaria de Orange-Nassau. Em 1773 juntou-se ao exército prussiano onde foi chefe dos fuzileiros e se tornou amigo do rei Frederico II da Prússia que o nomeou general-major a 16 de Janeiro de 1777. Adolfo combateu do lado prussiano na Guerra de Sucessão da Baviera em 1779 e tornou-se um prisioneiro de guerra austríaco. Em 1780 renunciou ao exército e retirou-se para Barchfeld.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Adolfo casou-se a 18 de outubro de 1781 com a duquesa Guilhermina Luísa de Saxe-Meiningen. O casal teve seis filhos:

Referências