Casa de Hesse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Casa de Hesse
Hessen-Wappen.png
País: Suécia, Alemanha
Dinastia de origem: Casa de Brabante
Títulos: Landgrave de Hesse (inferior, superior,
Kassel, Rotenburg, Wanfried, Rheinfels,
Philippsthal Philippsthal-Barchfeld,
Marburg, Rheinfels, Darmstadt, ButzbachHomburg, Braubach, Itter)
Eleitor de Hesse
Grão-duque de Hesse e do Reno
Rei da Suécia
Rei da Finlândia
Fundador: Henrique I de Hesse
Último soberano: Ernesto Luís de Hesse
Atual soberano: Enrico Donatus de Hesse (* 1966) (Hesse-Cassel)
Guilherme, Landgrave de Hesse-Philippsthal-Barchfeld(Hesse-Philippsthal)
Ano de fundação: 1264
Ano de dissolução: 1918


Brasão da Casa de Hesse

A Casa de Hesse é uma Dinastia Real Europeia que surgiu na região de Hesse e sendo um ramo da Casa de Brabante. [1]

História[editar | editar código-fonte]

A origem da Casa de Hesse inicia-se com Sofia da Turíngia, filha de Luís IV, Landegrave da Turíngia com a Rainha Isabel da Hungria. Sofia casou-se com Henrique II, Duque do Brabante. Com a extinção da linha masculina da Casa de Ludowinger, ela consegue territórios na Turíngia, após o fim da Guerra de Sucessão da Turíngia, em que foi uma das beligerantes. A outra parte da Turíngia, ficou com a Casa de Wettin, governantes da Saxônia.

Guilherme I de Hesse-Cassel

Como era usual a Lei sálica na Turíngia, o território conquistado pela Duquesa Sofia passou para o seu filho mais novo que se tornou Henrique I de Hesse. Desta forma a parte ocidental do antigo Landegraviato(Condado) da Turíngia, em meados do século XIII, se tornou uma entidade política autónoma.

Ao final do século XVI houve uma divisão na Casa de Hesse em vários ramos, aparecendo dentre eles a Hesse-Cassel e a Hesse-Darmstadt.

Com a divisão do Landgraviato de Hesse-Darmstadt surgiu o Condado de Hesse-Darmstadt, no século XVI, sendo, no século XIX, elevado a categoria de Grão-Ducado de Hesse.

Já o ramo de Hesse-Cassel foi nomeado Eleitor de Hesse no Sacro Império Romano-Germânico.

O Eleitorado de Hesse foi anexado pela Prússia em 1866; já o Grão-Ducado existiu, autonomamente, até 1918.

Ramos da Casa de Hesse[editar | editar código-fonte]

Felipe I de Hesse

Felipe I de Hesse faleceu em 1567. Assim Hesse foi dividido entre seus quatro filhos, originando novas Linhas: Hesse-Darmstadt, Hesse-Cassel, Hesse-Marburg, Hesse-Rheinfels.

O ramo de Hesse-Darmstadt criou, por Casamento morganático, a Casa de Battenberg, quando o Príncipe Alexandre casou-se com a Condessa Julia von Hauke. Parte de seus descendentes estabeleceram-se na Inglaterra e, em 1917, a família mudou seu sobrenome para Mountbatten, devido ao sentimento anti-alemão que pairava no país.

  • Casa de Brabante
    • Hesse (1264-1567)
      • Hesse-Darmstadt (1567-1806)
        • Hesse-Butzbach] (1609-1642)
        • Hesse-Braubach (1609-1651)
        • Hesse-Homburg (1622-1866)
        • Hesse-Itter (1661-1676)
        • Battenberg (1858, linha morganática, chama-se Mountbatten desde 1917)
      • Hesse-Kassel (1567-1866)
        • landegraves de Hesse-Rotenburg (1627-1834)
        • Hesse-Wanfried (1627-1755)
        • Hesse-Rheinfels (1627-1754)
        • Hesse-Philippsthal (1685)
          • Hesse-Philippsthal Barchfeld (1721)
      • Hesse-Marburg (1567, herdado em 1604 para Hesse-Darmstadt e de Hessen-Kassel)
      • Hesse-Rheinfeld (1567, herança dividida entre Hesse-Darmstadt, Hesse-Kassel, Hesse-Marburg)

Referências

  1. Burke's Peerage, Royal Families of the World Volume I (1977) p. 202
  • Eckhart G. Franz, Das Haus Hessen. Eine europäische Familie, Stuttgart 2005, ISBN 3-17-018919-0
  • Franz Haarmann, Das Haus Hessen, 3. Auflage, Werl 2006.
  • Carl Knetsch, Das Haus Brabant. Genealogie der Herzöge von Brabant und der Landgrafen von Hessen, 2 Bde., Darmstadt 1917-1931
  • Margret Lemberg: Die Grablegen des hessischen Fürstenhauses. god erbarme dich ueber mich/bruder des begere ouch ich, Historische Kommission für Hessen, Band 71; Marburg 2010 ISBN 978-3-942225-03-8
  • Hans Philippi, Das Haus Hessen. Ein europäisches Fürstengeschlecht, Kassel 1983.
  • Detlev Schwennicke, Europäische Stammtafeln. Stammtafeln zur Geschichte europäischer Staaten, NF Bd. 3, Tafel 250ff.