Casa de Battenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Battenberg/Mountbatten
Grão-Ducado de Hesse
Reino Unido
Brasão de armas da família Battenberg
Estado: Grão-Ducado de Hesse
Reino Unido

Battenberg foi uma família de condes alemães residentes no Castelo de Kellerburg, perto de Battenberg, em Hessen-Nassau), que se extinguiu em 1314.

O título condal foi recriado posteriormente, em 1851, em favor da polonesa Julia von Hauke (1825-1895), esposa morganática de Alexandre de Hesse-Darmstadt. Em 1858, os membros da família tornaram-se príncipes e princesas de Battenberg, com o tratamento de Sua Alteza Sereníssima. A princesa Júlia teve quatro filhos, entre os quais o futuro Alexandre da Bulgária.

Em 1917, no Reino Unido a família mudou seu sobrenome para Mountbatten, devido ao sentimento anti-alemão decorrente da Primeira Guerra Mundial.

Entre seus descendentes está o rei Juan Carlos da Espanha (por meio de sua avó paterna rainha Vitória Eugénia de Battenberg) e Charles, Príncipe de Gales (por meio de seu pai príncipe Filipe, Duque de Edimburgo).

Criação[editar | editar código-fonte]

O príncipe Alexandre de Hesse e do Reno (1823-1888) foi o terceiro filho do grão-duque Luís II de Hesse e do Reno e de Guilhermina de Baden. Houve rumores de seu que pai biológico seria realmente o barão Augusto de Senarclens, camareiro de sua mãe.

Sua esposa, Julia von Hauke (1825-1895), foi uma simples condessa - a filha órfã de Hans Moritz von Hauke, que tinha sido um general do exército russo e, em seguida, Vice-Ministro da Guerra da Polônia do Congresso - e, portanto, insuficiente para classificar seus filhos para se qualificar para a sucessão ao trono de Hesse. Por esta razão, seu irmão, designado grão-duque Louis III criou o título de condessa de Battenberg (alemão: Gräfin von Battenberg) para ela e para futuros descendentes do casal (a família anterior de sobrenome Battenberg tinha-se tornado extinta no século XIV.) Em 1858 o título, que se refere à cidade de Battenberg, Hesse, foi elevado ao estatuto de principado. Nunca houve um correspondente Principado de Battenberg, o título não foi de um soberano, na corte do Grão-Ducado de Hesse.

Os filhos dessa união herdaram o título de ríncipe (alemão: Prinz) ou Princesa (alemão: Prinzessin) e o estilo de Sua Alteza Sereníssima (alemão: Durchlaucht). Battenberg, assim, tornou-se o nome de um ramo cadete morganático da família grã-ducal de Hesse, sem direito de sucessão ao trono.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Casa de Battenberg