Bulgária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Република България
(Republika Bâlgariya)

República da Bulgária
Bandeira da Bulgária
Brasão de armas da Bulgária
Bandeira Brasão de armas
Lema: Съединението прави силата
("A união faz a força")
Hino nacional: Mila Rodino
("Querida pátria")
Gentílico: Búlgaro

Localização da Bulgária

Localização da Bulgária (em vermelho)
No continente europeu (em cinza)
Na União Europeia (em branco)
Capital Sófia
42°41'N 23°19'E
Cidade mais populosa Sófia
Língua oficial Búlgaro
Governo República parlamentarista
 - Presidente Rosen Plevneliev
 - Primeiro-ministro Georgi Bliznashki
 - Fundação 681[1]  
 - Último estado independente 1422 
 - Autonomia do Império Otomano 1878 
 - Unificação com a Rumélia Oriental 1885 
 - Independência reconhecida 1908 
Entrada na UE 1º de janeiro de 2007
Área  
 - Total 110.910 km² (104.º)
 - Água (%) 0,3
População  
 - Estimativa de 2001 7.928.901[2] hab. 
 - Densidade 69,3 hab./km² (124.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2008
 - Total US$ 92,894 bilhões[3]  (63.º)
 - Per capita US$ 12.252 (65.º)
IDH (2013) 0,777 (58.º) – elevado[4]
Gini (2003) 29,2
Moeda Lev (BGN)
Fuso horário (UTC+2)
 - Verão (DST) (UTC+3)
Cód. ISO BGR
Cód. Internet .bg
Cód. telef. +359

Mapa da Bulgária

A Bulgária (em búlgaro: България, transl. Bâlgariya), oficialmente República da Bulgária (em búlgaro: Република България, transl. Republika Bâlgariya), é um país dos Balcãs, limitado a norte pela Roménia, a leste pelo Mar Negro, a sul pela Turquia e pela Grécia e a oeste pela Macedónia e pela Sérvia. Sua capital é Sófia. Faz parte da União Europeia desde 1 de janeiro de 2007.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro estado búlgaro formou-se ao final do século VII. Nos séculos seguintes, entrou em guerra contra o Império Bizantino por diversas vezes para garantir a sua existência. Porém, não logrou resistir à invasão do Império Otomano, ocorrida ao final do século XIV.

A Bulgária recuperou sua independência em 1878, como um Principado Autônomo, e sua independência total foi proclamada em 1908. Pouco tempo depois, nos anos 1912 e 1913, envolveu-se na Guerra dos Balcãs. Durante a Primeira Guerra Mundial e, mais tarde, na Segunda Guerra Mundial, combateu ao lado das nações que vieram a ser derrotadas no conflito.

Finalizada a Segunda Guerra Mundial, ficou sob a influência da União Soviética e tornou-se uma república popular em 1946. O governo comunista encerrou-se em 1990, quando o País teve eleições com a participação de diversos partidos.

A Bulgária faz parte da OTAN desde 2004 e aderiu à União Europeia em 2007.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A Bulgária é composta pelas regiões clássicas da Trácia, Mésia e Macedónia. O sudoeste do país é montanhoso e contém o ponto mais elevado da península Balcânica, o Musala, com 2 925 m. A cordilheira dos Balcãs atravessa o centro do país de leste a oeste, a norte do famoso vale das Rosas. Há regiões de planície e colinas a sudeste, ao longo da costa do mar Negro e nas margens do rio principal da Bulgária, o Danúbio, a norte. Outros rios importantes são o Struma e o Maritsa, no sul do país.

O clima búlgaro é temperado, com invernos frios e húmidos e verões mediterrânicos, quentes e secos.

A península Balcânica recebe o seu nome da cordilheira dos Balcãs, conhecida em búlgaro como Stara Planina, que percorre o centro da Bulgária e chega até ao leste da Sérvia.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Lembrando do censo de 2001,[5] A população da Bulgária é principalmente constituída por búlgaros (83.9%), com duas minorias, turcos (9.4%) e ciganos (4.7%). Dos restantes 2.0%, 0.9% são constituídos por 40 minorias, nos quais se destacam russos, armênios, valacos, judeus, tártaros e sarakatsanios (historicamente conhecidos também como caracachanos). 1.1% da população não declarou sua etnia no último censo de 2001.

96,3% da população fala búlgaro como sua língua materna. O búlgaro, faz parte do grupo de idiomas eslavos, e único idioma oficial, mas o número de falantes de outros idiomas (como o turco e romani) corresponde somente aos de origem não-búlgara.

Sófia, capital e maior cidade do país.

O país tem um número de ciganos estimado entre 200.000 e 450.000.[6]

A maioria dos búlgaros (82.6%) pertencem, pelo menos nominalmente, à Igreja Ortodoxa Búlgara. Outras denominações religiosas incluem o Islão (12,2%), várias denominações protestantes (0,8%) e o Catolicismo Romano (0.5%); com outras religiões, ateus e pessoas que não se declararam está o percentual de 4,1.

Nos anos recentes, a Bulgária teve uma das menores taxas de crescimento populacional.O crescimento negativo de população ocorreu desde os anos 1990,[7] por causa do colapso econômico e as altas taxas de migração. Em 1989 a população era de 9.009.018 pessoas, em 2001 7.950.000 e em 2008 7.640.000.[8] Atualmente, a Bulgária passa por uma severa crise demográfica. A Bulgária tem uma taxa de fertilidade de 1,4 crianças por mulher em 2007, com uma taxa predita de 1,7 pelo fim de 2050. A taxa de fertilidade tem de alcançar a marca de 2,2 crianças por mulher para restaurar a taxa de crescimento populacional.

Religião na Bulgária[9]
Religião % aprox.
Ortodoxos
  
59%
Muçulmanos
  
8%
Sem religião
  
4%
Outras
  
2%
Não declarada
  
27%

Religião[editar | editar código-fonte]

Em 2011, conforme o censo, a maioria da população da Bulgária era seguidora do Cristianismo Ortodoxo, com 59,4% dos búlgaros a identificar-se com esta religião. 7,8% são muçulmanos, 1,7% declararam outras religiões e 3,7% não possuem religião. 27,4% dos búlgaros optaram por não responder sobre a religião.

Cidades mais populosas[editar | editar código-fonte]

Política[editar | editar código-fonte]

Após o término da Segunda Guerra Mundial, a Bulgária ficou sob a influência da União Soviética tornando-se uma república popular em 1946. O governo comunista terminou em 1990, quando o país teve eleições com a participação de diversos partidos.

A Bulgária é membro da OTAN desde 2004 e aderiu à União Europeia em 2007.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

A Bulgária encontra-se dividida em 28 distritos (em búlgaro: singular - област, oblast/plural - области, oblasti, também traduzido como região ou província)

Distritos da Bulgária.
  1. Blagoevgrad
  2. Burgas
  3. Dobrich
  4. Gabrovo
  5. Khaskovo
  6. Kurdzhali
  7. Kyustendil
  8. Lovech
  9. Montana
  10. Pazardzhik
  11. Pernik
  12. Pleven
  13. Plovdiv
  14. Razgrad
  15. Ruse
  16. Shumen
  17. Silistra
  18. Sliven
  19. Smolyan
  20. Sofia (cidade)
  21. Sofia (distrito)
  22. Stara Zagora
  23. Turgovishte
  24. Varna
  25. Veliko Turnovo
  26. Vidin
  27. Vratsa
  28. Yambol

Economia[editar | editar código-fonte]

Vista do Business Park Sofia. A capital gera uma grande parte do PIB do país.

A economia de Bulgária contraiu-se consideravelmente após 1989, com a decadência da União Soviética e, consequentemente, a diminuição do acesso ao mercado soviético. Durante a Guerra Fria, a economia búlgara ficou bastante dependente da URSS. O padrão de vida dos búlgaros caiu 40% em relação aos níveis pré-1990, somente retornando ao antigo patamar em junho de 2004.

As sanções económicas da Organização das Nações Unidas (ONU) à Iugoslávia e ao Iraque também prejudicaram a economia búlgara. Os primeiros sinais da recuperação da economia aconteceram em 1994, quando o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu e a inflação caiu. Entretanto, em 1996, a economia sofreu uma crise devido às reformas econômicas e à instabilidade do sistema bancário.

Desde 1997, o país passa por um período de recuperação, com o PIB crescendo numa taxa entre 4% e 5%, propiciando uma estabilidade macroeconômica. Estas condições fizeram com que a União Europeia aceitasse o ingresso da Bulgária em 2007. O atual governo, eleito em 2001, prometeu manter os objetivos fundamentais da política econômica adoptados pelo governo anterior, em 1997. Ou seja, retendo a moeda corrente, aprofundando políticas financeiras, a aceleração das privatizações e prosseguir as reformas estruturais. Porém, o governo enfrenta ainda uma elevada taxa de desemprego e os baixos padrões de vida.

Forças armadas[editar | editar código-fonte]

Soldados do exército búlgaro.

O principal responsável pela defesa da Bulgária são suas Forças Armadas, consistidas praticamente apenas por voluntários. Seu exército conta com duas brigadas mecanizadas e oito regimentos de infantaria, enquanto a força aérea opera pelo menos 106 aeronaves e a marinha, que conta com mais de 4 mil militares, além de helicópteros e navios de guerra.[10] Com o fim da guerra fria, no começo da década de 1990, suas forças foram reduzidas de 152 000 combatentes para apenas 32 000 militares ao fim dos anos 2000,[11] além de 302 500 soldados e oficiais de reserva e outros 34 000 de unidades paramilitares.[12] Boa parte dos seus equipamentos são de origem soviética, como o caça MiG-29, o sistema de defesa antiaéreo S-300 e o lançador de mísseis balísticos OTR-21 Tochka. Até 2020, o governo central planeja gastar US$ 1,4 bilhões de dólares na aquisição de novos equipamentos, como aviões e sistemas de comunicação.[13] Em 2009 o país gastou mais de US$ 819 milhões de dólares em defesa.[14]

A força aérea dos Estados Unidos mantém (junto com o governo búlgaro) uma importante base no país, localizada na cidade de Yambol.[15]

Cultura[editar | editar código-fonte]

A música tradicional da Bulgária, tal como a dança e a roupas búlgaras, varia em função da região de onde vem. Geralmente, é difícil um cantor de uma região cantar música de outra região, tendo em conta a diversidade e a variação de sons e a sua emissão específica.

As músicas retratam os acontecimentos históricos e urbanos, o que tem ajudado a "descobrir" e a estudar a história e os costumes do povo búlgaro, de há muitos anos e séculos atrás. As canções não têm autores, visto que são passadas de "boca-a-boca", de geração em geração, e foram inventadas ao longo dos acontecimentos. Os textos das músicas, em si são como histórias, narrando problemas, "festas", guerras, sentimentos.

A Galeria Nacional de Arte Estrangeira, com diversos exemplos de arte europeia, asiática e africana, incluindo obras de Rembrandt, Albrecht Dürer, Salvador Dali e muitos outros.

Cada música tem o seu ritmo e em função do ritmo é criada a dança. Normalmente, cada região tem um ritmo e/ou a dança específicas. Mas algumas das danças são gerais e dançadas pelo país inteiro.

As danças constituem movimentos complicados, que, muitas vezes, confundem os turistas. A maior parte das danças podem ser interpretadas por centenas de pessoas, tal como nos Recordes de Guinness, a maior dança coletiva foi considerada a búlgara, dançada por mais de 15 000 pessoas em conjunto, de mão dada, na capital, na noite de um feriado.

Feriados
Data Nome em português Nome local Observações
1 e 2 de Janeiro Dia de Ano Novo
3 de Março Dia da Bulgária
Festa móvel Páscoa
1 de Maio Dia do Trabalhador
24 de Maio Dia da Cultura Eslava
6 e 7 de Setembro Dia da Reunificação
22 de Setembro Dia da Independência
24, 25 e 26 de Dezembro Natal
31 de Dezembro Véspera de Ano Novo

Dependendo do dia da semana em que os feriados caem, o governo pode declarar dias de trabalho adicionais aos sábados.

Referências

  1. About Bulgaria.
  2. Bulgaria's next census will be in 2011.
  3. FMI.
  4. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD): Human Development Report 2014 (em inglês) (24 de julho de 2014). Visitado em 2 de agosto de 2014.
  5. Instituto Nacional de Estatísticas da Bulgária. Visitado em 31 de julho de 2006.
  6. Fonte de Informação de Imigração- Os ciganos do leste da Europa: Ainda à procura de inclusão.
  7. Will EU Entry Shrink Bulgaria's Population Even More?.
  8. Population information source - NSI population table as of 21.12.2007.
  9. Central Intelligence Agency (2001). Bulgária The World Factbook. Visitado em 23 de janeiro de 2010.
  10. Armed Forces Development Plan Ministry of Defence of Bulgaria (2010). Visitado em 29 de julho de 2014.
  11. "The army is getting closer to a number of 24 000 active personnel", 26 de maio de 2010. Página visitada em 1 de novembro de 2011. (em búlgaro)
  12. The Military Balance 2010. [S.l.]: Routledge, 2010. 121–123 pp. ISBN 1-85743-557-5
  13. "Bulgaria 2011 review - Defense", 6 de janeiro de 2012. Página visitada em 31 de março de 2012.
  14. Official Military Expenditures List Ministry of Defence of Bulgaria. Visitado em 4 de dezembro de 2011.
  15. "The List: The Six Most Important U.S. Military Bases". Página visitada em 29 de julho de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons

References[editar | editar código-fonte]

CIA. The World Factbook. Bulgaria (em inglês)

Bandeira da Bulgária Bulgária
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Turismo • Imagens