Alto-alemão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
O mapa mostra a divisão dos grandes grupos linguísticos da Alemanha. Pertencentes ao grupo do alto-alemão: alemão superior a verde, alemão central a azul. O grupo do baixo-alemão aparece a amarelo. As isoglossas de Benrath e Speyer dividem as regiões.

O alto-alemão (em alemão Hochdeutsch, Hochdeutsche Sprache) é um dos grupos linguísticos da língua alemã (juntamente com o baixo-alemão). É qualquer uma das variantes linguísticas do Hochdeutsch (língua oficial), luxemburguês e iídiche, assim como de dialectos locais alemães falados nas regiões sul e central da Alemanha, na Áustria, Liechtenstein, Suíça e zonas fronteiriças na Bélgica, França (Alsácia e norte de Lorraine), Itália e Polónia. Também é falado em antigas colónias como na Transilvânia (Roménia), Rússia, Estados Unidos e Namíbia.

O alto-alemão divide-se nas famílias alemão superior e alemão central (ver mapa).

Alto (no termo alto-alemão) refere-se às regiões montanhosas do centro e sul da Alemanha e dos Alpes, em oposição a baixo (no termo baixo-alemão) que se refere às regiões planas da costa norte do país.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.