Ariarate (filho de Mitrídates VI do Ponto)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ariarate foi um filho de Mitrídates VI do Ponto, colocado, ainda menino, por seu pai como rei da Capadócia, e teve, como regente, o assassino Górdio. Durante a Primeira Guerra Mitridática, ele reconquistou a Capadócia. Ele morreu envenenado pelo próprio pai.

Alguns historiadores o chamam de Ariarate IX da Capadócia.[1] William Smith, porém, chama Ariarate, cujo reinado se iniciou em 42 a.C. e que foi expulso por Marco Antônio, de Ariarate IX da Capadócia.[2]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Ariarate VI, rei da Capadócia, era casado com Laódice, irmã de Mitrídates VI do Ponto.[3] Ariarate VI e Laódice tiveram dois filhos, Ariartes [3] (Ariarate VII) [carece de fontes?] e Ariarate (Ariarate VIII).[4]

Mitrídates assassinou Ariarate VI através de Górdio, e resolveu tomar o reino da sua irmã e dos seus sobrinhos.[3] Enquanto isso, Nicomedes III, rei da Bitínia, ocupou a Capadócia e Mitrídates, fingindo ajudar sua esposa e seus sobrinhos, expulsou Nicomedes.[3]

Mas Laódice já tinha feito um acordo com Nicomedes, o que irritou Mitrídates, que expulsou as guarnições bitínias da Capadócia e instalou seu sobrinho, filho de Laódice, no trono.[3] Alguns meses mais tarde, Mitrídates quis que Górdio, o assassino de Ariarate VI, retornasse à Capadócia, mas o jovem rei da Capadócia Ariarate VII, filho do rei assassinado, ficou indignado, e reuniu um exército para lutar contra Mitrídates.[3]

Mitrídates chamou o sobrinho Ariarate VII para uma conferência de paz, e disse, ao enviado de Ariarate que o estava revistando à procura de armas, que tomasse muito cuidado quando fosse examinar sua região genital, pois poderia encontrar outro tipo de arma; o revistador não procurou nesta região.[3] Mitrídates afastou Ariarate dos seus companheiros, como para conversar em segredo, e o assassinou com a arma que tinha escondido na região genital.[3]

Reinado[editar | editar código-fonte]

Mitrídates colocou seu filho, Ariarate, uma criança de oito anos, como rei, deixando Górdio de guardião.[3]

Os capadócios se revoltaram, e chamaram o outro filho de Laódice e Ariarate VI, Ariarate VIII, para reinar, mas Mitrídates o derrotou, exilou, e ele morreu de doença causada pela ansiedade, no exílio.[4]

A dinastia ariarátida deixou de reinar na Capadócia.[5]

Sucessão[editar | editar código-fonte]

Nicomedes, rei da Bitínia, temendo que Mitrídates anexasse a Capadócia e, em seguida, a Bitínia, arrumou um jovem de extrema beleza, e fez ele se passar por um terceiro filho de Ariarate VI e Laódice, e enviou Laódice, sua esposa, para Roma, dizendo que ela tinha tido não dois, mas três filhos com seu antigo marido.[4] Mitrídates enviou Górdio a Roma, para dizer que seu filho, que ele havia colocado no trono da Capadócia, era filho de Ariarate V, que havia morrido lutando como aliado dos romanos contra Aristonico.[4] O senado romano, percebendo as ambições de ambos, retirou a Capadócia de Mitrídates e a Paflagônia de Nicomedes, e ofereceu a liberdade aos capadócios, mas estes a rejeitaram, dizendo que não poderiam sobreviver sem um rei, e o senado indicou Ariobarzanes como rei.[4]

Reconquista[editar | editar código-fonte]

Ásia Menor em 90 a.C., no início da Primeira Guerra Mitridática.

Durante a Primeira Guerra Mitridática, Ariarate foi enviado por seu pai, com um grande exército, para reconquistar a Capadócia. Ele derrotou e expulsou Ariobarzanes.[6]

A Capadócia foi depois reconquistada pelos romanos e devolvida a Ariobarzanes.[7]

Morte[editar | editar código-fonte]

Segundo documentos encontrados por Pompeio, Ariarate morreu envenenado por seu próprio pai.[8]

Referências

  1. Andrew Smith, editor do site www.attalus.org, Ariarathes [em linha]
  2. William Smith, Dictionary of Greek and Roman biography and mythology, Ariarathes IX [em linha]
  3. a b c d e f g h i Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 38.1 [la] [en] [en] [fr] [ru]
  4. a b c d e Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 38.2 [la] [en] [en] [fr] [ru]
  5. The Oxford Encyclopedia of Ancient Greece and Rome, ed. Michael Garagin e Elaine Fantham (2010), p.50. Este texto só menciona seu irmão, Ariarathes VII.
  6. Apiano, ''As guerras mitridáticas, 15 [em linha]
  7. Apiano, ''As guerras mitridáticas, 16 [em linha]
  8. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Pompeio, 37.1 [em linha]

Árvore genealógica baseada no texto e nos artigos dos personagens citados:

Ariarate V
 
 
 
Laódice
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ariarate VI
 
 
 
 
 
Laódice
 
Mitrídates VI do Ponto
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ariarate VII
 
 
 
 
 
Ariarate VIII
 
Ariarate