Autismo atípico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Autismo atípico ou Desordem desenvolvimental pervasiva de início na infância é uma variante do autismo que pode ter início mais tardio, dos 3 até os 12 anos de idade. Assim como a criança com autismo de início precoce, a criança com autismo atípico não desenvolve relacionamentos sociais normais e frequentemente apresenta maneirismos bizarros e padrões anormais de fala. Essas crianças também podem ter Síndrome de Tourette, Transtorno obsessivo-compulsivo ou hiperatividade.[1]

É esse mesmo transtorno desintegrativo do desenvolvimento que difere do autismo infantil típico, tanto pela idade de início quanto pelo fato de não preencher todos os critérios de diagnósticos.

Refere-se a um desenvolvimento anormal e prejudicado que se evidencia somente depois dos 3 anos de idade, faltando normalidades suficientemente demonstráveis em uma ou duas das três áreas da psicopatologia requeridas para o diagnóstico de autismo típico, como por exemplo:

  • interações sociais recíprocas anormais;
  • comunicação anormal; e
  • comportamento restrito, estereotipado e repetitivo.

Apesar de faltar anormalidades nessas áreas, há anormalidades características em outras áreas.

O autismo atípico surge mais frequentemente em indivíduos com deficiência mental profunda e em indivíduos com um grave transtorno específico do desenvolvimento, da receção e da linguagem.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]