Batalha da Ilha Savo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha da Ilha de Savo
Parte da Guerra do Pacífico
USS Quincy CA-39 savo.jpg
O cruzador U.S. Quincy a arder e afundando-se como resultado de ter sido alvejado e torpedeado pelos cruzadores da marinha imperial japonesa. As chamas no extremo esquerdo da imagem são provavelmente do cruzador Vincennes, também a arder devido aos torpedos e tiros.[1]
Data 8 a 9 de agosto de 1942
Local Proximidades da Ilha Savo, Ilhas Salomão
Desfecho Vitória japonesa
Combatentes
US flag 48 stars.svg Estados Unidos
Austrália Austrália
Japão Império do Japão
Comandantes
Richmond Turner,
Victor Crutchley
Isoroku Yamamoto,
Gunichi Mikawa
Forças
8 cruzadores,
15 destroyers[2]
7 cruzadores,
1 destroyer[3]
Baixas
4 cruzadores afundados,
1 cruisador e 2 destroyers danificados,
1077 mortos[4]
3 cruzadores com danos moderados,
58 mortos[5]

A Batalha da Ilha Savo, também conhecida como Primeira Batalha da Ilha Savo e, em fontes japonesas, Primeira Batalha do Mar de Salomão (第一次ソロモン海戦, Dai - ichi-ji Soromon Kaisen), foi uma batalha naval ocorrida em 8 e 9 de agosto de 1942 no estreito conhecido como Ironbottom Sound, no âmbito da Guerra do Pacífico na Segunda Guerra Mundial, travada entre a Marinha Imperial Japonesa e as forças navais aliadas. Esta batalha foi o primeiro grande confronto naval da campanha de Guadalcanal.

Notas

  1. Frank, Guadalcanal, p. 306–307.
  2. Frank, Guadalcanal, p. 100–101.
  3. Frank, Guadalcanal, p. 100.
  4. Frank, Guadalcanal, p. 121. Mortes aliadas por navio: Quincy-389, Vincennes-342, Astoria-235, Canberra-85, Ralph Talbot-14, Patterson-10 e Chicago-2. Apesar de o navio Jarvis se ter afundado mais tarde a 9 de agosto com a morte de todos os 233 tripulantes, esta perda é normalmente contabilizada distintamente da batalha. O Chicago esteve em reparação até janeiro de 1943, o Ralph Talbot em reparação nos EUA até novembro de 1942. O Patterson foi reparado localmente.
  5. Frank, Guadalcanal, p. 117. Mortes japonesas por navio: Chōkai-34, Tenryū-23 e Kinugasa-1. Apesar de o Kako se ter afundado no dia seguinte (10 de agosto), ainda antes de chegar ao porto de Kavieng, resultando na morte de 71 tripulantes, esta baixa é geralmente contabilizada separadamente da batalha. Todos os outros danos dos navios japoneses foram reparados localmente.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Batalha da Ilha Savo

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) D'Albas, Andrieu. Death of a Navy: Japanese Naval Action in World War II. [S.l.]: Devin-Adair Pub, 1965. ISBN 0-8159-5302-X
  • Hammel, Eric. Carrier Clash: The Invasion of Guadalcanal & The Battle of the Eastern Solomons August 1942. St. Paul, MN, USA: Zenith Press, 1999. ISBN 0-7603-2052-7
  • (em inglês) Kilpatrick, C. W.. Naval Night Battles of the Solomons. [S.l.]: Exposition Press, 1987. ISBN 0-682-40333-4
  • (em inglês) Lacroix, Eric; Linton Wells. Japanese Cruisers of the Pacific War. [S.l.]: Naval Institute Press, 1997. ISBN 0-87021-311-3
  • (em inglês) Lundstrom, John B.. Black Shoe Carrier Admiral: Frank Jack Fletcher at Coral Seas, Midway & Guadalcanal. Annapolis, Maryland, USA: Naval Institute Press, 2006. ISBN 1-59114-475-2
  • (em inglês) Warner, Denis Ashton; Peggy Warner & Sadao Senoo. Disaster in the Pacific: New Light on the Battle of Savo Island. [S.l.]: Naval Institute Press, 1992. ISBN 0-87021-256-7
Ícone de esboço Este artigo sobre Segunda Guerra Mundial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.