Batalha de Teruel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

40.350° N′ 1.100 W° 00′ {{{6}}}

A Espanha em 1937 antes da batalha de Teruel.Teruel é logo ao sul de Zaragoza. Azul é a Espanha Nationalista e em vermelho a Espanha Republicana.

A Batalha de Teruel foi travada em torno da cidade de Teruel durante a Guerra Civil Espanhola. Os combatentes travaram a batalha entre dezembro de 1937 e fevereiro de 1938, durante o pior inverno espanhol em 20 anos.[1] A batalha foi uma das ações mais sangrentas da guerra com a cidade mudando de mãos várias vezes, primeiro caindo no republicanos e, eventualmente, sendo re-tomada pelos nacionalistas. No decorrer da luta, Teruel foi submetido à pesada artilharia e bombardeio aéreo. Os dois lados sofreram mais de 140.000 vítimas em dois meses, sendo esta uma batalha decisiva da guerra,[1] Francisco Franco usou de sua superioridade em homens e material em recuperar Teruel conseguindo uma vitória estratégica.[2]

Consequencias[editar | editar código-fonte]

A Batalha de Teruel esgotou os recursos do Exército Republicano. A Força Aérea Republicana não pode substituir os aviões e armas que perdeu na batalha de Teruel.[3] Por outro lado, os nacionalistas concentraram o grosso das suas forças no leste enquanto se preparavam para avançar através de Aragon para alcançar a Catalunha e o Levante.[4] Franco tinha a vantagem sobre os ressuprimento devido os nacionalistas controlarem o eficiente parque industrial no País Basco. O governo republicano, no entanto, teve que deixar a indústria de armamentos na Catalunha nas mãos dos anarquistas. Um Anarquista relatou que "não obstante os gastos estraordinarios de dinheiro, a nossa organização industrial não foi capaz de terminar um único tipo de rifle, metralhadora ou canhão",[5] a retomada de Teruel por Franco, após as grandes esperanças engendradas por sua captura, foi um golpe amargo para a República.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Hugh Purcell,The Spanish Civil War, (part of the Documentary History Series) (1973), pagina 195, ISBN 399-11283-3 (hardcover)
  2. Paul Preston, The Spanish Civil War, an Illustrated Chronicle 1936-39 (New York, 1986) p. 149.
  3. Carl Geiser, Prisoners of the Good Fight, The Spanish Civil War, 1936-39, (1986), p. 42.
  4. Gabriel Jackson, The Spanish Republic and the Civil War, 1931-1939, (1965), p. 407
  5. Hugh Purcell, p. 98, Coronel Vicente Rojo, quotado no livro de Stanley G. Payne, The Spanish Revolution, (1970)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Beevor, Antony. The battle for Spain; the Spanish Civil War. Penguin Books. London. 2006.
  • Jackson, Gabriel. The Spanish Republic and the Civil War, 1931-1939. Princeton University Press. Princeton. 1967
  • Hugh Thomas, The Spanish Civil War (1961)
  • Hugh Thomas, The Spanish Civil War (1977)
  • Hugh Thomas, The Spanish Civil War (1986), ISBN 0-671-75876-4 (paperback)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Teruel