Batisfera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
William Beebe (esquerda) e Otis Barton posando ao lado da batisfera.
A batisfera em exposição no National Geographic museum em Nova Iorque (2009).

A batisfera é uma esfera oca para mergulhos, com um metro e meio de comprimento, construída em aço com paredes de uma polegada de [espessura. Ela foi desenvolvida pelo engenheiro norte americano Otis Barton, para ser usada pelo naturalista William Beebe.[1]

Com 2.850 kg de massa a batisfera era baixada por um único cabo de aço. O formato esférico distribui a pressão uniformemente pela superfície.[2]

Em 30 de janeiro de 1930, na costa da Bermuda, a batisfera fez o primeiro teste não tripulado. O mergulho foi a uma profundidade de 500 metros e a esfera retornou cheia de água. Ao tentarem abrir a escotilha, a mesma foi arremessada a 15 metros de distância pela pressão interna.

Depois de 4 anos de testes, incluindo um mergulho tripulado a 260 metros, em junho de 1930, Beebe e Barton fizeram um mergulho de 1.000 metros em 21 de agosto de 1930. A pressão em cada polegada quadrada da batisfera era de aproximadamente 300 kg.

Os mergulhadores relataram a existência de novos animais, mas como nada foi registrado, os acadêmicos da época encararam as revelações com ceticismo.[2]

Referências

  1. Gould, Carol Grant. The Remarkable Life of William Beebe. [S.l.]: Islsnd Press, 2004. ISBN 1-55963-858-3.
  2. a b History.com. Universo submarino: Pressão fatal. [S.l.: s.n.]. Ep. 3 pp.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]