Ben Bradlee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ben Bradlee, ou Benjamin Crowninshield Bradlee (Boston, 26 de agosto de 1921 - Washington, 21 de outubro de 2014), foi um jornalista estadunidense. Ben trabalhou por 26 anos no Washington Post, chegando ao cargo de editor-executivo[1] .

Em 1965 entrou para o Washington Post como editor e foi o responsável por publicar matérias que denunciavam o governo norte-americano, baseadas em documentos secretos do Pentágono sobre a Guerra do Vietnã[1] . Já editor-executivo, foi determinante nas denuncias do escândalo Watergate[2] e deste episódio, foi retratado no filme "Todos os Homens do Presidente" (All the President's Men) de 1976, através do ator Jason Robards[1] .[3] Era um dos poucos que conheciam a verdadeira identidade do "Garganta Profunda".

Em sua gestão, o jornal conquistou 17 prêmios Pulitzer e trabalhou no "Washington" até 1991. Em 2013 foi condecorado, por Barack Obama, com a Medalha Presidencial da Liberdade.[1]

Referências

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ben Bradlee
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.