Bertelsmann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Logo da Bertelsmann

A Bertelsmann é uma multinacional alemã que actua no sector dos mídia, nomeadamente nas áreas da televisivão, da publicação de livros, da publicação de revistas, dos serviços e da impressão. É responsável pelos grupos RTL Television, Gruner + Jahr, Prisma, BMG, Random House, Direct Group, Arvato e Sonopress. Em 2008 a empresa declarou uma receita de 7,2 mil milhões de euros.

Historia[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1835, a empresa tem as suas raízes na cidade de Gütersloh. Actualmente, opera em mais de 60 países e já emprega mais de 75 mil trabalhadores. Em 2012, a empresa alemã conseguiu obter receitas que ultrapassam os 16 mil miliões de euros. Para os responsáveis da Bertelsmann, o segredo está no espírito criativo e empreendedor com que gerem a empresa, o que permite a criação de meios, comunicações e ofertas de serviços, fornecendo soluções inovadoras para todos os clientes. Rodeados por pessoas esforçadas e trabalhadoras, os responsáveis pela multinacional orgulham-se de, todos os dias, serem capazes de fornecer informação, entretenimento e serviços de media a milhares de clientes espalhados por todo o Mundo.

Foi o empresário alemão, Reinhard Mohn, que transformou a Bertelsmann de uma pequena tipografia num dos maiores grupos de mídia do mundo. Mohn, que assumiu a direção do C. Bertelsmann Verlag em 1947, foi seu presidente até 1981.

Ao longo do tempo, o grupo Bertelsmann expandiu suas atividades e criou clubes do livro, editoras e tipografias e adquiriu jornais e emissoras de televisão e de rádio. O grupo, que globalmente emprega mais de 111 mil pessoas, é a maior companhia europeia do sector dos media, e os seus activos incluem a rede RTL, a editora discográfica BMG e as editora de livros Penguin Random House.[1] A companhia opera em 63 países e emprega mais de 75 mil trabalhadores. China, Índia e Brasil são alguns dos mercados em que a Bertelsmann quer crescer, mas há outros, como a Rússia, que o grupo descarta. Segundo Thomas Rabe, a Bertelsmann não planeia entrar na Rússia em nenhuma das suas linhas de negócio. O grupo saiu do mercado russo de televisão no ano passado por ser “difícil” aos media operar nesse domínio, explicou o CEO da Bertelsmann.[2]

Em 2010 a Bertelsmann vendeu alguns dos seus activos em Portugal, entre os quais a Bertrand e o Círculo de Leitores, então adquiridos pela Porto Editora. O grupo alemão permanece ainda com quatro negócios no mercado português, nomeadamente a Ilimitada Pub, a All Media Edições, a Motor Press Lisboa e a Arvato Portugal.

Bertelsmann colocou o Brasil na estratégia para crescer pelos próximos anos.[3]

Negócios[editar | editar código-fonte]

A Bertelsmann trata dos negócios da RTL Television, Gruner & Jahr, Prisma, BMG, Random House, Direct Group, arvato e Sonopress.

Referências

Weblinks[editar | editar código-fonte]