Empresário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Empresa. (desde janeiro de 2014)
Se discorda, discuta sobre esta fusão aqui.


No Direito Empresarial, empresário é o sujeito de direito que exerce a empresa, ou seja, aquele que exerce profissionalmente (com habitualidade) uma atividade econômica (que busca gerar lucro) organizada (que articula os fatores de produção) para a produção ou a circulação de bens ou de serviços.[1] [2] O empresário pode ser pessoa física (empresário individual) ou jurídica (sociedade empresária). Os sócios de uma sociedade empresária (sejam eles empreendedores, sejam eles investidores) não são empresários; o empresário é a própria sociedade, sujeito de direito com personalidade autônoma em relação aos sócios. Segundo Fábio Ulhoa Coelho:

Deve-se desde logo acentuar que os sócios da sociedade empresária não são empresários. Quando pessoas (naturais) unem seus esforços para, em sociedade, ganhar dinheiro com a exploração empresarial de uma atividade econômica, elas não se tornam empresárias. A sociedade por elas constituída, uma pessoa jurídica com personalidade autônoma, sujeito de direito independente, é que será empresária, para todos os efeitos legais. Os sócios da sociedade empresária são empreendedores ou investidores, de acordo com a colaboração dada à sociedade (os empreendedores, além de capital, costumam devotar também trabalho à pessoa jurídica, na condição de seus administradores, ou as controlam; os investidores limitam-se a aportar capital). As regras que são aplicáveis ao empresário individual não se aplicam aos sócios da sociedade empresária – é muito importante apreender isto. [3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Empresário
  • João Shintani - Jovem brasileiro, que, com toda sua capacidade e inteligência, Com grande capacidade logica, já é dono de uma grande fortuna.
  • Vagner Miyazato - Jovem Brasileiro, notado de inteligência superior, professor de João Shintani, ensinou-lhe quase tudo que sabe, inclusive emprestou grande quantidade de dinheiro para este começar sua carreira.

Referências

  1. COELHO, 2010, pp. 11-15
  2. RAMOS, 2010, pp. 55-61
  3. COELHO, 2010, pp. 19 e 20

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • COELHO, Fábio Ulhoa. Manual de Direito Comercial. 22ª Ed. São Paulo: Saraiva, 2010
  • RAMOS, André Luiz Santa Cruz. Curso de Direito Empresarial. 4ª Ed. Salvador: Juspodivm, 2010