Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra
Fachada da Biblioteca Geral
País Portugal Portugal
Estabelecida Século XVI
Localização Largo da Porta Férrea
3000-447, Coimbra
Acesso e uso
População servida Comunidade da Universidade de Coimbra e geral, com restrições.
Outras informações
Diretor Carlos Manuel Baptista Fiolhais
Website www.uc.pt/bguc
Número de telefone +351 239 859 800 / 900

A Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra é a biblioteca central da Universidade de Coimbra, na cidade de Coimbra, em Portugal.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Já antes da transferência definitiva da Universidade - fundada originalmente em Lisboa - para Coimbra em 1537, havia uma biblioteca local em operação, chamada Livraria de Estudo, cujo funcionamento se regulou através de diversos estatutos, dentre os quais os de 1591, 1597 e 1653. Desde o século XVI, os fundos da Biblioteca se enriquecem com doações e aquisições de variados conjuntos bibliográficos, destacando-se a compra de valiosos livros em Flandres pelo livreiro e impressor Pedro Mariz.

No reinado de D. João V de Portugal, assistiu-se a um momento de esplendor com a construção de um magnifício prédio próprio, a Biblioteca Joanina. A Reforma Pombalina da Universidade em 1772 implicou a criação de bibliotecas especializadas, dedicadas fundamentalmente ao estudo das ciências exatas.

A invasão napoleônica e as guerras civis do século XIX representaram obstáculos à Universidade e a sua Biblioteca. No século XX, durante as obras da Cidade Universitária, as instalações da antiga Faculdade de Letras foram adaptadas para uma nova biblioteca (o Edifício Novo), que passou a funcionar em 1962. Além disso, os fundos da Biblioteca experimentaram um aumento e uma melhora significativa.

Desse modo, a Biblioteca Geral se divide em dois edifícios: o da Biblioteca Joanina, de grande riqueza ornamental e decorativa, que abriga um acervo de livros e documentos anteriores a 1800, e o Edifício Novo, que reúne aproximadamente um milhão de títulos em 7 mil .

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Coimbra na época moderna, a universidade e a sua história, texto de Isabel Nogueira e Raquel Romero Magalhães, coordinadores, Mário Nunes e António Leite da Costa, Câmara Municipal de Coimbra, Departamento de Cultura, Gabinete de Arqueologia, Arte e História, Coimbra: Departamento de Cultura, Câmara Municipal, 2009. ISBN 9789898039156

Ligações externas[editar | editar código-fonte]