Bright Eyes (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bright Eyes
Olhos Encantados (BR)
 Estados Unidos
1934 • preto e branco • 83 min 
Direção David Butler
Produção Sol M. Wurtzel
Roteiro Adaptação:
William Conselman
História:
David Butler
Edwin Burke
Elenco Shirley Temple
James Dunn
Género comédia dramática
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Bright Eyes (no Brasil, Olhos Encantados) é um filme de comédia dramática dirigido por David Butler e protagonizado por Shirley Temple. Este filme foi o primeiro a ser oficialmente protagonizado por Temple, e o primeiro cujo poster foi mostrado o seu nome acima do título. Em Fevereiro de 1935, Temple recebeu um Academy Award especial por conta deste filme e por Little Miss Marker.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Shirley Blake (Shirley Temple) e sua mãe, Mary (Lois Wilson), dona de casa, moram na casa dos patrões, a rica família Smythe, que são Anita (Dorothy Christy), J. Wellington (Theodore von Eltz) e Joy (Jane Withers). O pai de Shirley, que é um aviador, morre em um acidente, e a menina acaba passando a maior parte do tempo no aeroporto de Glendale, Califórnia, com seu padrinho, com um piloto chamado James "Loop" Merritt (James Dunn) e com seu cachorro Rags.

Quando a mãe de Shirley foi morta em um acidente de trânsito, os Smythe pensam em levar a menina a um orfanato. Mas, o debilitado, mas excêntrico e também patriarca da família, Tio Ned (Charles Sellon), insiste em deixar a menina morar na casa. Os outros por contra vontade, acabam aceitando o pedido do Tio, mesmo com que façam a menina não se sentir bem vinda. Também acaba surgindo conflitos entre Loop e Tio Ned, para ver que vai ficar com a menina, mas por fim, tudo se resolve quando Tio Ned, Loop com sua noiva Adele (Judith Allen) e Shirley decidem viverem juntos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Temple recebeu um Academy Award em miniatura, em 27 de Fevereiro de 1935, por esse filme e por Little Miss Marker. Além de ter sido a primeira criança a receber um Academy Award, ela foi a atriz mais jovem.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
  • O cachorro que fez Rags no filme, foi o mesmo que fez Toto em The Wizard of Oz.
  • A mãe de Shirley Temple, Gertrude, ficou preocupada sobre a atriz Jane Withers, que talvez poderia ofuscar o brilho de sua filha no filme. Por isso, ela tentou convencer o diretor David Butler, a fazer com que o papel de Jane fosse pequeno. Butler se recusou em fazer isso, dizendo que o personagem arrogante e mimado de Withers, faria com que o público sentisse mais simpatia por Shirley.
  • Teve uma cena em que Shirley deu um tapa na cara de Jane Whiters. Isso foi algo que Shirley não queria fazer de jeito nenhum, mas após inúmeras insistências de David Butler, Shirley bateu tão forte na cara de Jane que as duas terminaram chorando.
  • David Butler fez testes com 20 garotas para o papel de Joy Smythe. Mas quando ele ouviu a atriz Jane Withers imitar os tiros de metralhadora, ela escalou a atriz na hora e dispensou as outras crianças.
  • Neste filme, Shirley canta a sua música mais famosa desde então, "On the Good Ship Lollipop".
  • O diretor David Butler escreveu o roteiro se inspirando em algo que aconteceu em sua infância. Seus pais tinham anunciado que queriam uma empregada. Uma mulher que tinha chegado de Scotland se interessou pelo emprego. Ela tinha uma filha e além disso, tinha acabado de passar por um divórcio (algo não tão comum na época). A mulher disse que somente não iria aceitar em trabalhar na casa se eles não permitissem que sua filha morasse com ela (algo também incomun na época). Os pais de Butler aceitaram, e então a mulher com sua filha passaram a morar na casa.
  • Apesar do filme ser sobre aviação, Shirley não foi permitida a embarcar em um avião durante as filmagens. Sua segurança era para evitar que acontecesse um acidente ou algo semelhante.
  • Os aviadores que aparecem na cena em que Shirley canta "On the Good Ship Lollipop", são na verdade voluntários de um time de futebol pertencente a uma universidade local.
  • Na cena em que James Dunn e Shirley Temple saltam de paraquedas, foram usados dublês.
  • Depois das filmagens terem terminado, David Butler deu a Shirley de presente, a boneca que pertenceu a personagem de Jane Whiters. A partir daí, começou a surgir a coleção famosa de bonecas de Shirley.
  • A foto que mostra o pai falecido de Shirley, é a de Dale Van Sckel.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme original em preto e branco e a versão colorida, foram lançados em VHS e também em DVD, em 2008. Em algumas edições, há trailers e extras.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]