Cancioneiro da Vaticana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Cancioneiro da Biblioteca Vaticana é uma colectânea medieval de 1200 cantigas[1] trovadorescas (cantigas de amigo, de amor e de escárnio e mal-dizer) escritas em galaico-português .

Compilado em Itália no final do século XV ou começo do século XVI, encontra-se depositado na Biblioteca do Vaticano, donde deriva o nome por que é conhecido.

Este cancioneiro, como o Cancioneiro da Biblioteca Nacional em Portugal, foi compilado depois do século XIII e abarca um espaço de tempo bem maior. Compreende não apenas obras dos poetas de Afonso III de Portugal e anteriores, como ainda os contemporâneos de Dinis de Portugal e seus filhos.

Referências

  1. Henrique Monteagudo et al. Tres poetas medievais da ría de Vigo. Ed. Galaxia. 1998, pág. 51

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.