Carlos Fonseca Amador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carlos Fonseca Amador.

Carlos Fonseca Armador (23 de junho de 1936 - 8 de novembro de 1976) foi um professor e bibliotecário, político e revolucionário da Nicarágua.[1] , que fundou a Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN). Fonseca foi morto mais tarde, nas montanhas da Nicarágua, três anos antes da FSLN tomar o poder. Era um atuante opositor dos Somozas e lutava junto com os camponeses, onde conhecia e admirava Sandino e sua resistência.

Três anos após sua morte em combate contra a ditadura de Anastasio Somoza Debayle (herdeiro do assassino de Sandino) o FSLN entra triunfante em Manágua no período final da ditadura da família Somoza. Ele recebeu postumamente o título de Herói Nacional da Nicarágua e Comandante em Chefe da Revolução Popular Sandinista.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]