Casimiro IV da Polônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Casimiro IV da Polônia
Rei da Polônia
Casimir IV Jagiellon.jpg
Governo
Reinado 25 de junho de 1447 - 7 de junho de 1492
Coroação 25 de junho de 1447, Catedral de Wawel
Dinastia Jogailos
Títulos Grão Duque da Lituânia
Vida
Nascimento 30 de Novembro de 1427
Morte 7 de junho de 1492 (64 anos)
Esposas Elisabete da Áustria
Coat of Arms of Casimir Jagiellon as king of Poland.svg

Casimiro IV da Polônia ou Casimiro IV Jaguelão Zerńi ou Casimiro Jaguelão (em polaco Kazimierz Jagiellonczyk, em lituano Kazimieras Jogailaitis) (30 de novembro de 1427 - 7 de junho de 1492) foi Rei da Polônia (1446-1492) e Grão-duque da Lituânia.

Procurou preservar a união da Polônia com a Lituânia e tornou-se um dos mais destacados soberanos da história polaco.

Era o segundo filho de Ladislau II (1348-1434) com sua quarta esposa, Zofja Holszanska. Quando seu irmão sucedeu ao pai (1434) como Ladislau III, tornou-se o herdeiro imediato.

Após o assassinato de Sigismundo, duque da Lituânia, foi levado a Vilna para governar em nome do irmão, mas os nobres lituanos o proclamaram grão-duque (1440-1492), para assim poderem separar a Lituânia da Polônia. Os laços entre os dois países foram reatados após a morte de Ladislau (1444) e os poloneses lhe entregaram o trono dois anos depois. Agindo com habilidade, o jovem soberano conseguiu impor sua autoridade nas duas terras.

Foi pai, entre outros, de:

Vitória contra os cavaleiros teutônicos[editar | editar código-fonte]

Outro feito importante foi a vitória definitiva contra a Ordem Teutônica na Guerra dos Treze Anos (1454-1466), conseguindo finalmente submeter os cavaleiros teutônicos (1466) quando tomou a foz do Vístula, que lhe dava acesso ao Báltico.

Não organizou cruzadas contra os turcos, como tinha feito seu irmão, mas construiu um sistema de defesa contra as constantes agressões do grão-duque de Moscou. Falhou entretanto em não preparar a Lituânia para os ataques dos russos que se iniciariam seis anos antes de sua morte.

Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.