Grão-duque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Classificação da Nobreza
Royal Crown of Portugal.svg
Imperador & Imperatriz
Rei & Rainha
Príncipe & Princesa
Infante & Infanta
Grão-duque & Grã-duquesa
Arquiduque & Arquiduquesa
Duque & Duquesa
Marquês & Marquesa
Conde & Condessa
Visconde & Viscondessa
Barão & Baronesa
Senhor & Senhora
Baronete & Baronetesa
Cavaleiro & Dama
Escudeiro & Escudeira
Para ver todos os títulos clique aqui

Grão-duque (no feminino grã-duquesa) é um título de nobreza, usado sobretudo na Europa Central e Oriental, para designar certos soberanos de estados independentes ou semi-independentes de pequena dimensão (grão-ducados). Na hierarquia da nobreza, os grão-duques são considerados inferiores aos reis, mas superiores aos príncipes ou aos duques soberanos.

Na Rússia, desde quando Ivan, o Terrível foi coroado tsar, em 1547, o título passou a ser dado aos filhos e netos da linhagem masculina dos tsares. As filhas e netas paternas dos imperadores russos, assim como as consortes dos grão-duques russos, eram geralmente chamadas "grã-duquesas". [carece de fontes?]

Actualmente existe na Europa um único grão-ducado independente, Luxemburgo, cujo grão-duque é Henrique de Luxemburgo.[1]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Grão-duque

Referências

  1. David Charter (4 de dezembro de 2008). Grand Duke Henri of Luxembourg opposes euthanasia and loses power (em inglês) The Times. Página visitada em 10 de julho de 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre títulos de nobreza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.