Catedral de Lincoln

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catedral de Lincoln
Vista da Catedral de Lincoln.
Vista da Catedral de Lincoln.
Local Lincoln, Lincolnshire
País Reino Unido
Religião Anglicanismo
Diocese Lincoln


Estilo Gótico


Site www.lincolncathedral.com
Notas A Catedral de Lincoln foi a estrutura mais alta do mundo de 1300 a 1549
A catedral a noite.

A Catedral de Lincoln (em inglês: Lincoln Cathedral; oficialmente denominada The Cathedral Church of the Blessed Virgin Mary of Lincoln, ou apenas St. Mary's Cathedral) é uma histórica catedral anglicana localizada em Lincoln, na Inglaterra e sede do Bispo de Lincoln, da Igreja Anglicana. Ela foi o edifício mais alto do mundo por 249 anos (1300–1549).[1] A ponta da torre central foi destruída em 1549 e não mais reconstruída.

História[editar | editar código-fonte]

Remigius de Fécamp, primeiro bispo de Lincoln, ordenou a construção da catedral em 1072. Antes disso, a Igreja de Santa Maria em Lincoln era uma igreja-mãe, mas não uma catedral, e a sede da diocese era a Abadia de Dorchester, em Dorchester-on-Thames, Oxfordshire. A primeira Catedral de Lincoln, construída no lugar onde se encontra atualmente, foi finalizada em 1092. Em 1141, a cobertura de madeira foi destruída em um incêndio. O bispo Alexandre reconstruiu e expandiu a catedral, mas ela foi novamente destruída por um terremoto cerca de quarenta anos mais tarde, em 1185.

Após o terremoto, um novo bispo foi nomeado. O bispo era Hugo de Avalon (assim chamado por ter nascido em Avalon, na França); ele iniciou um programa de reconstrução e expansão maciça.

A catedral é a terceira mais extensa da Grã-Bretanha (compreendendo a planta baixa), depois da Catedral de São Paulo e da Catedral de Iorque, com medidas de 148 por 83 metros. Ela é o maior edifício de Lincolnshire e até 1549 sua torre era considerada a mais alta torre medieval da Europa. Entretanto, a altura exata tem sido tema de debates. É considerada a segunda igreja mais alta do mundo, com 160 metros de altura.

Existem treze sinos na torre sudoeste, dois na torre noroeste e cinco na torre central.

Órgão[editar | editar código-fonte]

O órgão é um dos mais refinados exemplos das obras de Henry Willis, datado de 1898 (este foi seu último órgão de catedral antes de sua morte, em 1901).

Organistas[editar | editar código-fonte]

A partir de 2003 o posto foi dividido: Colin Walsh iniciou como Organista Laureado e Aric Prentice foi nomeado Diretor de Música.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Vista da entrada oeste.

Literatura[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mary Jane Taber(1905), The cathedrals of England: an account of some of their distinguishing characteristics,p.100
  2. Guardian
  • "Lincoln Cathedral: Official Guide", Diocese de Lincoln
  • "Lincoln Cathedral" por Peter B G Binnall, Pitkin Publishing (ISBN 978-0-85372-203-8)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Catedral de Lincoln


Ícone de esboço Este(a) artigo sobre capela, igreja ou catedral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.