Catedral de Lincoln

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catedral de Lincoln
Vista da Catedral de Lincoln.
Vista da Catedral de Lincoln.
Local Lincoln, Lincolnshire
País Reino Unido
Religião Anglicanismo
Diocese Lincoln


Estilo arquitetónico Gótico


Página web www.lincolncathedral.com
Notas A Catedral de Lincoln foi a estrutura mais alta do mundo de 1300 a 1549
A catedral a noite.

A Catedral de Lincoln (em inglês: Lincoln Cathedral; oficialmente denominada The Cathedral Church of the Blessed Virgin Mary of Lincoln, ou apenas St. Mary's Cathedral) é uma histórica catedral anglicana localizada em Lincoln, na Inglaterra e sede do Bispo de Lincoln, da Igreja Anglicana. Ela foi o edifício mais alto do mundo por 249 anos (1300–1549).[1] A ponta da torre central foi destruída em 1549 e não mais reconstruída.

História[editar | editar código-fonte]

Remigius de Fécamp, primeiro bispo de Lincoln, ordenou a construção da catedral em 1072. Antes disso, a Igreja de Santa Maria em Lincoln era uma igreja-mãe, mas não uma catedral, e a sede da diocese era a Abadia de Dorchester, em Dorchester-on-Thames, Oxfordshire. A primeira Catedral de Lincoln, construída no lugar onde se encontra atualmente, foi finalizada em 1092. Em 1141, a cobertura de madeira foi destruída em um incêndio. O bispo Alexandre reconstruiu e expandiu a catedral, mas ela foi novamente destruída por um terremoto cerca de quarenta anos mais tarde, em 1185.

Após o terremoto, um novo bispo foi nomeado. O bispo era Hugo de Avalon (assim chamado por ter nascido em Avalon, na França); ele iniciou um programa de reconstrução e expansão maciça.

A catedral é a terceira mais extensa da Grã-Bretanha (compreendendo a planta baixa), depois da Catedral de São Paulo e da Catedral de Iorque, com medidas de 148 por 83 metros. Ela é o maior edifício de Lincolnshire e até 1549 sua torre era considerada a mais alta torre medieval da Europa. Entretanto, a altura exata tem sido tema de debates. É considerada a segunda igreja mais alta do mundo, com 160 metros de altura.

Existem treze sinos na torre sudoeste, dois na torre noroeste e cinco na torre central.

Órgão[editar | editar código-fonte]

O órgão é um dos mais refinados exemplos das obras de Henry Willis, datado de 1898 (este foi seu último órgão de catedral antes de sua morte, em 1901).

Organistas[editar | editar código-fonte]

A partir de 2003 o posto foi dividido: Colin Walsh iniciou como Organista Laureado e Aric Prentice foi nomeado Diretor de Música.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Vista da entrada oeste.

Literatura[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mary Jane Taber(1905), The cathedrals of England: an account of some of their distinguishing characteristics,p.100
  2. Guardian
  • "Lincoln Cathedral: Official Guide", Diocese de Lincoln
  • "Lincoln Cathedral" por Peter B G Binnall, Pitkin Publishing (ISBN 978-0-85372-203-8)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Catedral de Lincoln
Ícone de esboço Este(a) artigo sobre capela, igreja ou catedral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.