Chulé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Chulé é o nome popular dado à bromidrose quando acontece nos pés, mais precisamente podobromidose. É causada pelo suor excessivo na planta dos pés e agravada pela falta de higiene.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Chulé" é originário dos termos da língua cigana chu(l)ló e chu(l)li[1] .

Incidência[editar | editar código-fonte]

Qualquer pessoa, independente da idade ou do sexo, está suscetível a ter chulé. Os adolescentes, porém, sofrem mais com o chulé. Os hormônios aumentam a transpiração nos pés. O suor excessivo também pode estar relacionado a doenças como hipertiroidismo, diabetes e obesidade. Em alguns casos, o chulé acompanha problemas como micoses, alergias e eczema.

Mas, de fato, estas podem ser só as consequências de causas mais profundas e, ao mesmo tempo, até bem simples de controlar, como, por exemplo, o consumo excessivo de carnes vermelhas, pois, tendo estas grande quantidade de toxinas, o organismo tende a excretá-las, o que pode tornar as fezes mais apetecíveis às bactérias e causadoras de tais odores[carece de fontes?].

Ação das bactérias[editar | editar código-fonte]

O mau cheiro decorre da ação de bactérias que se alimentam do suor e de todo material que se encontra sobre a pele.

As bactérias estão presentes na epiderme, a camada superficial da pele. A umidade faz com que elas proliferem mais rapidamente.

Os microrganismos decompõem o suor excessivo.A decomposição é um processo de fermentação e libera gases de odor ruim. Sapatos fechados, de borracha ou de plástico e meias sintéticas facilitam a produção de suor e impedem a ventilação dos pés. Para reduzir o mau cheiro provocado pelo chulé, é necessário fazer com que o suor dos pés diminua ou reduzir as bactérias que estão na região dos pés.

Tratamentos[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Antissépticos[editar | editar código-fonte]

Evitam a proliferação de bactérias, além de funcionar como compressores dos poros e inibidores da secreção de suor.

Iontoforese[editar | editar código-fonte]

Trata-se de placas que, colocadas na região plantar, promovem uma troca de íons que diminui a transpiração.

Medicamentos[editar | editar código-fonte]

O uso de medicamentos só é indicado em casos extremos e deve ser prescrito por um médico.

Formas de controle[editar | editar código-fonte]

  • Procurar usar meias de algodão.
  • Evitar o uso de tênis sem meias.
  • Expor os sapatos ao sol e usá-los em dias alternados.
  • Trocar de sapatos e meias uma ou duas vezes por dia.
  • Retirar, sempre que possível, os sapatos para que os pés sejam arejados.
  • Tentar secar o suor dos pés durante o dia.
  • Lavar os pés pela manhã e à noite, especificamente entre os dedos.
  • Usar cremes esfoliantes pelo menos 1 vez por semana e lavar os pés sempre utilizando uma bucha vegetal, esfregando-a especialmente na sola dos pés, eliminando assim as células mortas.
  • Hoje em dia existem palmilhas com Nanotecnologia que combatem o chulé como a Silverpower da Mr. Step tratada com íons de prata.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 400.