Epiderme (pele)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Epiderme (camada mais externa) e derme normal.

A epiderme (do grego epi+derme; em cima da pele) é a camada mais superficial da pele, ou seja, a que está diretamente em contato com o exterior. É tecido epitelial multiestratificado, isto é, formado por várias camadas de células justapostas.[1] [2] Quando em conjunto com a derme constitui a cútis. A epiderme tem origem ectodérmica.

Características[editar | editar código-fonte]

A epiderme é um epitélio escamoso estratificado[3] , composta de proliferação basal e diversos queratinócitos suprabasais.

Atua como importante barreira do corpo em ambientes inóspitos protegendo a pele contra infecções, perda de calor e outras protegendo partes mais sensíveis contra traumas. Participa da regulação da quantidade de água que perdemos na transpiração e que absorvemos ao mergulhar a mão na água.[4]

Tamanho[editar | editar código-fonte]

Nos seres humanos, a parte mais fina é nas pálpebras com 0,05 mm e a parte mais espessa fica na palma da mão e sola do pé com 1,5 mm.[5]

Referências

  1. Só biologia. Epiderme. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  2. Medipédia. Anatomia da pele. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  3. McGrath, J.A.; Eady, R.A.; Pope, F.M. (2004). Rook's Textbook of Dermatology (7th ed.). Blackwell Publishing. pp. 3.1–3.6. ISBN 978-0-632-06429-8.
  4. Proksch, E.; Brandner, J.; Jensen, J.M. (2008). "The skin: an indispensable barrier". Experimental Dermatology 17 (12): 1063–1072. doi:10.1111/j.1600-0625.2008.00786.x. PMID 19043850.
  5. http://dermatology.about.com/cs/skinanatomy/g/epidermis.htm