Codorna-do-campo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCodorna-do-campo
Nothura maculosa.JPG

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Tinamiformes
Família: Tinamidae
Género: Nothura
Espécie: N. maculosa
Nome binomial
Nothura maculosa
(Temminck, 1815)

A codorna-do-campo (Nothura maculosa), também conhecida como codrona-comum, perdizinho, e codorna-amarela. É o tinamídeo campestre mais comum, e de extensa distribuição geográfica. Ocorrendo no Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai; sendo que ao longo dessas áreas de ocorrência, existem diversas subespécies ou raças geográficas. Alimenta-se de sementes, larvas, insetos e pequenos frutos silvestres. Mede cerca de 23 cm e possui um eficiente colorido mimético. Habita campos ralos e plantações. Sua postura consiste em 3 a 5 ovos de coloração marrom-chocolate.

Ovos de codorna-do-campo

É ave cinegética por excelência, sendo caçada esportivamente pela sua carne e características de sua caçada, efetuada com o auxílio de cães, a qual exige rapidez e precisão no tiro ao vôo, pelo caçador. No Brasil, a caça de qualquer espécie de animal silvestre é regulamentada pela lei 5197, de 1967. Somente o estado do Rio Grande do Sul tem temporadas regulares de caça.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • MASSARIOLI, MARCOS, 2003 UNIABC-SP. Tinamiformes do Brasil. Artigo Científico.
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.