Cold Case

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cold Case
Casos Arquivados (PT)
Arquivo Morto (BR)
Informação geral
Formato Seriado
Duração 45 minutos (aproximado)
Criador(es) Meredith Stiehm
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) Jerry Bruckheimer
Produtor(es) Jerry Bruckheimer
Elenco Kathryn Morris
Danny Pino
John Finn
Jeremy Ratchford
Thom Barry
Tracie Thoms
Tema de abertura Nara (Helmut and Franz Vonlichten)
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos CBS
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 28 de setembro de 2003, 05 de Fevereiro de 2010 e atualmente 14 de fevereiro de 2011
N.º de temporadas 7
N.º de episódios 156 (lista de episódios)

Cold Case (no Brasil, Cold Case: Arquivo Morto;[1] em Portugal: Casos Arquivados) foi uma série dramática americana sobre uma divisão policial especializada em investigar crimes ocorridos em outras épocas, até então não elucidados. A série decorre na cidade de Filadélfia, Pensilvânia.

Estreou em setembro de 2003, na CBS e foi uma das séries mais vistas ao estrear naquele ano.

No Brasil, o SBT exibe a série de forma descontínua, de acordo com o interesse da emissora em completar eventuais lacunas na sua grade de programação.[2] Também é exibida pelo Warner Channel. Em Portugal, é exibida a 7ª temporada da série pelo canal Fox Life.

Foi anunciado ao final da 7º temporada em 2010, que a série não seria renovada para a 8º temporada.[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A série "Cold Case" tem como personagem principal a detetive Lilly Rush (Kathryn Morris, do filme "Minority Report"), integrante da equipe de homicídios da polícia da Filadélfia. Sua missão é cuidar dos arquivos mortos, ou seja, de crimes que nunca foram resolvidos.

Utilizando nova tecnologia, ela interroga testemunhas dos crimes e tenta encontrar novas pistas para chegar a uma solução. O problema é que seu trabalho acaba sempre abrindo novas feridas.

Para desenvolver suas investigações, a detetive conta com o apoio de seu mentor, Tenente John Stillman (Finn), e do detetive Will Jeffries (Barry), uma de suas conexões com o passado.

Em sua equipe também estão os detetives Nick Vera (Ratchford), especialista em arrancar confissões, e o arrogante detetive Scott Valens (Pino).

Os acontecimentos ocorrem entre os anos 1950 e 2005, tendo alguns poucos episódios ocorridos anteriormente à década de 1950. Enquanto testemunhas são interrogadas, flashes fazem uma conexão entre suas características físicas atuais e as da época do crime. Às vezes, os casos envolvem idéias importantes e, geralmente, o motivo é por causa das suas ideias e coragem, que as vítimas são assassinadas (feminismo, racismo, Ku Klux Klan, hierarquias, narcóticos, estereótipo, anabolizantes, etc).

Para ambientar o espectador às histórias contadas é usado um recurso bastante criativo em seus episódios, que é a inserção de uma trilha sonora equiparada à época de cada crime.

Ao final de cada episódio, o que poderia ser definido como o espírito da vítima surge para Lilly e eventualmente para um ou outro investigador e ainda para os familiares, parentes, amigos da própria vítima ou mesmo para o seu algoz, como um artifício lúdico para encerrar o ciclo aberto a partir da nova investigação de cada caso.[4]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Kathryn Morris

Justin Chambers
John Finn
Jeremy Ratchford
Thom Barry
Danny Pino
Tracie Thoms

Lilly Rush:

Personagem principal, com um grande senso de justiça e moralidade, tenta (e quase sempre consegue!) investigar casos esquecidos e arquivados por falta de provas. É descoberto no decorrer da série que ela tem uma mãe alcoólatra que não cuidava de forma correta dela, uma irmã com quem tem um relacionamento conturbado (por causa de seus relacionamentos amorosos, que futuramente viria a se envolver com Scotty), e que tinha um namorado motoqueiro desempregado. Lilly adora gatos, e possivelmente tem atração por Scotty (ela ficou muito aborrecida com sua irmã por seu caso romântico com Scotty, porém podia estar tentando proteger a irmã).

Scotty Valens:

É o parceiro de Lilly, caracterizado como arrogante, machista, garanhão, porém leal, amigo e companheiro. Ele é portoriquenho e houve uma época em que se envolveu com o narcotráfico (ele era infiltrado mas se envolveu com uma garota). Teve um caso com a irmã de Lilly, que futuramente rompeu (por causa da própria Lilly) alegando que seria melhor para todos. Ele também tem um irmão, que foi vítima de pedofilia pelo treinador de boxe.

Ten. John Stillman: É o "mentor" de Lily Rush e a trouxe para a equipe de casos arquivados da polícia, sendo que, em alguns casos mostrados pelo programa ele trabalhou como policial na época. Mantém uma relação paternal com a personagem Lily Rush, sempre aconselhando-a nos casos e ajudando a investigar também.

Will Jeffries: Outro veterano policial da equipe, ao lado de John Stillman. No episódio "Bad Night" (da terceira temporada) perde a esposa atropelada por um caminhão e busca incessantemente o culpado pela morte dela, sendo que ele acaba perdoando o homem que causou o acidente, mas exige que ele pague pelo ocorrido. Mas acaba conhecendo outra mulher que lhe ajuda no episódio "Beautiful Little Fool", o décimo nono na terceira temporada, ajudando a descobrir o que dizia a música da personagem Violet, assassinada em 1929.

Nick Vera: Policial bonachão, apesar da imagem de durão que ele tenta passar a todos. É divorciado, mas passa boa parte (principalmente da terceira até a sétima temporada) entre idas e vindas até que eles se reconciliam quase que na temporada final. Também se envolve em alguns casos como o caso de "Triple Threat" que ele recebe a família da jovem russa morta em 1989.

Kat Miller: Policial egressa da "Divisão de Narcóticos", trazida por John Stillman após o episódio "Honor" (da terceira temporada) pela impressão como ela investigava o caso junto a equipe de casos arquivados. Ela só se junta em definitivo a equipe três episódios depois ("Debut") e fica até o fim da série. Um dos casos mais protocolares com ela foi "8:03 AM" quando ainda era uma policial da narcóticos e ela testemunhou um dos assassinatos que ocorreram às 08:03 da manhã. O passado de Kat, assim como o de Scotty, também passa por gangues pois ela se envolveu com o líder de uma gangue e teve uma filha com ele, Veronica, sem contar que em ações como policial já foi baleada

Episódios[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira temporada, Cold Case teve recepção geralmente favorável por parte da crítica especializada. Com base de 25 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 66% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 8.0, usada para avaliar a recepção do público.[5]

Referências

  1. Este título foi utilizado apenas nas transmissões pelo SBT; o Warner Channel transmitiu a série com o título original em inglês.
  2. Arquivo Morto (em português) SBT. Página visitada em 29 de setembro de 2014.
  3. CBS cancels seven shows, including "Ghost", "Case " (em inglês) HollywoodReporter. Página visitada em 29 de setembro de 2014.
  4. Arquivo Morto (em português) Filmow. Página visitada em 29 de setembro de 2014.
  5. Cold Case (em inglês) Metacritic. Página visitada em 29 de setembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Cold Case