Televisão de definição padrão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A televisão de definição padrão, também conhecida como SDTV, um acrônimo para o termo em língua inglesa standard-definition television, refere-se a sistemas televisivos que tenham uma resolução de imagem que alcance certos padrões mas não sejam considerados EDTV (TV de definição aprimorada) ou HDTV (TV de alta definição). O termo geralmente é usado em referência a televisão digital, em particular quando a transmissão tem a mesma (ou similar) resolução daquela dos sistemas analógicos.

Em padrões ATSC, SDTV pode ser transmitido sob 704x480 linhas com proporção de tela de 16:9, 704x480 (proporção de tela de 4:3) ou 640x480 (proporção 4:3 e pixels quadrados). A cadência pode ser de 24, 30 ou 60 frames por segundo. Contudo, se a recepção é fraca, pode-se encontrar inúmeros artefatos, tais como pixelização e falta de fluência.

Padrões que podem transmitir SDTV digital incluem DVB, ATSC e ISDB. Os últimos dois foram originalmente desenvolvidos para HDTV, mas eles provaram ser mais comumente usados pela habilidade de proporcionar vídeo SD e faixas de áudio via multiplexação, e então utilizar todo o bitstream para um só canal de alta definição.

Quando a resolução é considerada, tanto aquela do sinal transmitido quanto a resolução da TV exibida são levadas em conta. NTSC digital e sinais do tipo PAL/SECAM (480i60 e 576i50, respectivamente) são transmitidos numa resolução horizontal de 720 ou 704.