720p

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Comparação entre resoluções de vídeo

720p é o termo pelo qual é chamada uma categoria de modos de vídeo HDTV. O número 720 representa 720 linhas de resolução de tela vertical, enquanto a letra p representa que se trata de uma varredura progressiva. Ao ser transmitido na velocidade de 60 quadros por segundo, 720p apresenta a maior resolução temporal possível sob o padrão ATSC. A varredura progressiva reduz a necessidade de prevenir cintilação filtrando pequenos detalhes.

O 720p foi concebido nos laboratórios AT&T Bell Labs no final da década de 1980, sob supervisão de Arun Netravali. O projeto começou quando a Zenith propôs à AT&T uma parceria para desevolver um formato analógico de HDTV comparável com o sistema japonês. Netravali, em Murray Hill, junto de Barry Haskell, em Holmdel, e outros especialistas em processamento de imagem em Bell Labs e William Schreiber no MIT, rapidamente elaboraram um padrão digital utilizando código de bloco DCT. Cerca de cinquenta engenheiros foram contratados e um protótipo foi construído em Murray Hill utilizando hardware logicamente programável Xilinx. Os dirigentes da Zenith e da AT&T cancelaram o projeto de HDTV analógica após do sistema digital experimental 720p, e a Zenith decidiu desenvolver um sistema de modem de radiofreqüência para transmissão de vídeo digital. O sistema 720p competiu contra outros padrões durante julgamento da FCC e foi particularmente notado por sua falta de cintilação. O conflito entre formatos entrelaçados (suportados pela indústria televisiva) e os de varredura progressiva (suportados pela AT&T, Microsoft, entre outros) foi extremamente contencioso nos primeiros dias de formatos propostos.

Compatibilidade[editar | editar código-fonte]

720p é diretamente compatível com as novas tecnologias de tela plana, como plasma e LCD, que são inerentemente progressivas e precisam executar um procedimento de desenlace para exibir material feito em 1080i. 720p deve ser convertido para ser exibido em um uma televisão CRT (de tubo) que geralmente transmitem apenas conteúdo entrelaçado.[1] Contudo, monitores de computador CRT são dispositivos unicamente progressivos que pode ser executado em 1280×720p60 quer nativamente, quer através ajustes na taxa de atualização.

Especificações[editar | editar código-fonte]

720p assume formato widescreen 16:9 e uma resolução horizontal de 1280 pixels de um total de 0,92 milhão de pixels. A taxa de quadros pode implícita pelo contexto ou ser especificada em hertz após a letra p, por exemplo, 720p30, significando 30 hertz. As cinco taxas de quadros mais comuns são 24, 25, 30, 50 e 60 Hz (ou fps). No geral, países em que o PAL e o SECAM são tradicionalmente usados (Europa, Austrália, grande parte da Ásia, África e parte da América do Sul), são ou serão utilizadas as taxas de 25p e 50p. Noutros países, onde é comum o NTSC (América do Norte e Central, Japão, Coréia do Sul e Filipinas) são utilizados 24p para filmes e 60p para programação em alta resolução. Todas as variantes são suportadas nos dois formatos de televisão, ATSC e DVB.

720p versus 1080i[editar | editar código-fonte]

Muitas emissoras utilizam 720p50/60 como formato primário de alta definição; outras utilizam o padrão 1080i. Enquanto 720p apresenta para o espectador um quadro com 720 linhas completas com frequência entre 24 e 60 quadros por segundo, dependendo do formato, o 1080i exibe a imagem em frequência de 50 a 60 quadros de 540 campos de linhas parciais por segundo (24 campos de 1080 linhas completos, ou "24p", está incluído no padrão ATSC), onde o olho humano ou um desenlaçador incorporado no dispositivo de visualização deve combinar instantaneamente para construir uma imagem de 1080 linhas. Para obter todas as 1080 linhas entrelaçadas na tela e, ao mesmo tempo, em um monitor de alta definição progressiva, o processador do monitor de baixa definição tem que tecer um conjunto de segmentos de 540 linhas para formatar a resolução em tela cheia. Ele fará isto guardando o primeiro campo em sua memória, recebendo o próximo campo e, em seguida, juntar eletronicamente os dois campos. Os dois campos combinados são exibidos de uma vez como um quadro 1080p. A principal diferença entre os dois é que o 1080i mostra mais detalhes do que o 720p em imagens estáticas, porem introduz artefatos entrelaçados durante imagens em movimento, onde o 720p mostra vantagem.

720i[editar | editar código-fonte]

720i é um termo errôneo encontrado em inúmeras fontes e publicações. Geralmente constitui um erro de digitação em que o autor está se referindo ao formato HDTV 720p. Em alguns casos, é incorretamente apresentado como uma alternativa real para o formato 720p.

Embora esse sistema seja hipoteticamente possível, provavelmente se mostraria um pouco melhor que 480p nativos, e como os sinais entrelaçados consomem mais banda, não apresentaria compressão tão eficiente quanto o progressista.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências