Diana de França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diana de França

Diana de França (em francês Diane de France) (25 de Julho de 1538 - 11 de Janeiro de 1619) era filha ilegítima Henrique II, Rei de França, e da sua amante Piemontesa Filippa Duci.[1] Algumas fontes alegam que seria antes filha de Diana de Poitiers.

Diana nasceu em Paris em 1538 e foi formalmente legitimizada em 1547. Em 1553 casou com Horácio Farnésio (Orazio Farnese), Duque de Castro, ficando viúva nesse mesmo ano quando Horácio foi morto numa batalha.[2] Em 1559, casou em segundas núpcias com Francisco de Montmorency, filho mais velho de Anne de Montmorency, Condestável de França. Diana enviuvou pela segunda vez em 1579, após ter ajudado a tornar o seu marido num líder político de um grupo de Católicos moderados em França.

Diana tornou-se a favoriata de Henrique III de França que, em 1582, lhe atribuíu o título de Duquesa de Angoulême, em vida. Já durante o reinado de Henrique IV de França, Diana manteve-se como uma respeitada cortesã, superintendendo a educação do delfim, o futuro Luis XIII.

Diana morreu em 11 de Janeiro de 1619 em Paris. As suas cartas revelam uma mulher de grande coragem e tolerância.

Referências

  1. Considerations on "Les Amours de I. du Bellay" , Robert V. Merrill, Modern Philology, Vol. 33, No. 2 (Nov., 1935), 133.
  2. Henry II and the Papal Conclave of 1549, Frederic J. Baumgartner, The Sixteenth Century Journal, Vol. 16, No. 3 (Autumn, 1985), 302.
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Diane de France».