Dinastia macedônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Basílio I e o seu filho Leão VI, os dois primeiros imperadores da dinastia macedônica.

A dinastia macedônica (português brasileiro) ou macedónica (português europeu) governou o Império Bizantino do século IX ao século XI. É de fato uma família de origem armênia, possivelmente um ramo menor da família nobre armênia de Mamicônio. O fundador da dinastia foi Basílio I .[1] O pai de Basílio I, assentado em Adrianópolis (atual Edirne, na Turquia), foi deportado pelos búlgaros em 813 para a região do Thema da Macedônia (na Trácia e que não tem relação com a região histórica da Macedônia), razão pela qual depois a dinastia adquiriria como nome a referência a esse lugar.

Imperadores[editar | editar código-fonte]

Linha de tempo[editar | editar código-fonte]

Miguel VI Teodora Porfirogéneta Constantino IX Zoé de Bizâncio Constantino VIII Basílio II Bulgaróctone João I Tzimisces Nicéforo II Focas Romano II Constantino VII Porfirogênito Leão VI, o Sábio Basílio I, o Macedônio

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. CHEYNET, Jean-Claude (2009): «Os césares do oriente», em História Viva, vol. VI, nº 74.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]