Disco circunstelar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disco circunstelar de uma estrela.

Disco Circunstelar é uma nuvem achatada que circunda uma estrela. Ele é formado por poeira, gás e fragmentos de corpos que colidiram ao redor da estrela. Normalmente se encontra ao redor de estrelas mais jovens, conservando e ao mesmo tempo transformando o material que futuramente formará planetas. Pode ser encontrado também na órbita de estrelas maduras, indicando que o material desse disco, agora restos planetários, sobreviveu as evoluções estelares.[1]

Detecção de exoplanetas[editar | editar código-fonte]

O disco circunstelar possui papel fundamental na detecção de exoplanetas, pois absorve a luz emitida pela estrela e a reemite em forma de radiação infravermelha. Quando são encontradas condensações irregulares nesses discos isso pode indicar a existência de exoplanetas no mesmo.[1]

A luz observada em forma de radiação infravermelha apresenta aspecto irregular na presença de exoplanetas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Portal do Astronomo (5 de setembro de 2004). Disco circunstelar revela presença de jovens planetas. Página visitada em 28 de janeiro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.