Ducado de Jülich

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa do Ducado de Julich.
Duque de Jülich castelo Monschau (Alemanha).

O Jülich-Berg, ou às vezes chamado de Ducado de Jülich (em alemão, Herzogtum Jülich; em francês, Juliers), foi um estado originário da expansão do Condado de Jülich e se tornou ducado quando combinado, em 1423, com o Condado de Berg no Sacro Império Romano-Germânico, de forma que seu território hoje está situado na Alemanha (parte de Renânia do Norte-Vestfália) e Países Baixos (parte de Limburgo). Suas terras encontravam-se em ambos os lados do rio Rur, ao redor de sua capital Jülich, na parte inferior da bacia do Reno.

O Condado de Jülich (Grafschaft Jülich) foi mencionado pela primeira vez no século XI. No século XIV, o condado tornou-se ducado. Sua história está relacionada com a de seus vizinhos, os ducados de Cleves, Berg, Guelders e o Condado de Mark. Em 1423, Jülich e Berg se uniram. Em 1521 Jülich, Berg, Cleves e Mark formaram os Ducados Unidos de Jülich-Cleves-Berg em uma união pessoal sob João III, Duque de Cleves, que casou-se com Maria von Geldern, filha de Guilherme VIII de Jülich-Berg, que por sua vez se tornou herdeira das terras do pai: Jülich, Berg, e o Condado de Ravensberg.

Quando o último duque de Jülich-Cleves-Berg morreu sem herdeiros em 1609, uma guerra foi iniciada pela sucessão. Os ducados foram dividos entre Palatinado-Neuburg (Jülich e Berg) e Margraviato de Brandenburg (Cleves e Mark) no Tratado de Xanten de 1614. Quando o último duque do Palatinado-Neuburg (após 1685 também Palatino Eleitor) faleceu sem herdeiros em 1742, Jülich e Berg foram herdadas pelo Duque do Palatinado-Sulzbach (após 1777 também Duque da Baviera).

Em 1794, o Ducado de Jülich foi ocupado pela França, e se tornou parte do departamento francês de Roer. Em 1815, após a derrota de Napoleão, o ducado tornou-se parte da Província de Jülich-Cleves-Berg da Prússia (que em 1822 transformou-se na Província do Reno), exceto as cidades de Sittard e Tegelen, que se tornaram parte do Reino Unido dos Países Baixos.

Duques a partir de 1356[editar | editar código-fonte]

1393-1423 em união com Geldern, a partir de 1423 com Berg, a partir de 1437 com Ravensberg

Duques da Casa de Mark[editar | editar código-fonte]

a partir de 1521 parte do Jülich-Cleves-Berg

Duques da Casa de Wittelsbach[editar | editar código-fonte]

em união com Berg sob o Palatinado-Neuburgo, a partir de 1690 também com o Eleitorado do Palatinato, a partir de 1777 também com a Baviera

Ligações externas[editar | editar código-fonte]