Duetto buffo di due gatti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Duetto buffo di due gatti (tradução literal : Dueto humorístico dos dois gatos, em português chamado apenas Dueto dos Gatos) é uma peça popular para dois sopranos. Muitas vezes, é apresentada como "encore" ao final de um concerto.

Composição[editar | editar código-fonte]

Embora esta peça seja geralmente atribuída a Gioachino Rossini, ela não foi, de fato, escrita por ele; é uma compilação escrita em 1825, com passagens retiradas principalmente de sua ópera Otello, de 1816. O autor da compilação foi, provavelmente, o compositor inglês Robert Lucas Pearsall, que usou nesta ocasião o pseudônimo de “G. Berthold”.1

Música e letra[editar | editar código-fonte]

A música, pela ordem de aparecimento, é constituída por:

  • Um extrato da cabaletta da ária Ah, come mai non senti, cantada por Rodrigo no segundo ato de Otello ;
  • Um trecho de um dueto entre Otello e Iago, no mesmo ato;
  • A Katte-Cavatine do compositor dinamarquês Christopher Ernst Friedrich Weyse.2

A letra consiste, apenas, na repetição da onomatopéia ’’“miau”’’, o miado de um gato.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Alguns álbuns que contêm esta peça:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notes[editar | editar código-fonte]

  1. Duet for two Cats. Sometimes attributed to Rossini. A facsimile of the edition published by Ewer & Johanning, c. 1825, under the pseudonym of G. Berthold, with an introduction by Edgar Hunt and a facsimile of Pearsall's autograph score. reimpressão de 1973, pelo editor alemão Schott.
  2. Richard Osborne : Rossini. London : Dent (1986), p.179

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.