Dur Sharrukin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dur Sharrukin ("Fortaleza of Sargon") foi uma cidade da Assíria construída em 713 a.C. por ordens de Sargão II da Assíria, sendo a capital do país em 717 a.C. No local, atualmente encontra-se o vilarejo de Khorsabad, a 15 km do nordeste de Mosul e 20 km ao norte de Nínive.

A cidade possuia um desenho retangular, com dimensões aproximadas de 1760 x 1835 metros, sendo a menor capital da Assíria. Era toda cercada por muros, que mediam aproximadamente 16.280 unidades assírias de comprimento. No total, 157 torres protegiam as laterais da cidade, havendo também sete portões. As terras dos arredores eram utilizadas para o cultivo de oliveiras, para aumentar a deficiente produção de azeite da Assíria. Um terraço continha templos (sendo os principais dedicados aos deuses Nabu, Shamash e Sin, enquanto Adad, Ningal e Ninurta possuiam pequenos santuários) e o palácio real (adornado com esculturas e relevos nas paredes).

A cidade foi colonizada, em parte, com prisioneiros de guerras e deportados, sob o controle dos oficiais assírios, os quais deveriam assegurar que os habitantes fossem suficientemente respeitosos com os deuses e o rei.

Com a morte de Sargão II durante uma batalha (705 a.C.), seu filho, Senaquerib, transferiu a capital assíria para Nínive, mais ao sul. A construção da cidade nunca foi terminada e foi finalmente abandonada um século mais tarde, quando houve a queda do império assírio.

O primeiro a escavar a cidade foi o cônsul francês em Mosul, Paul-Émile Botta, em 1843. Botta acreditava que Khorsabad era a localização da bíblica Nínive.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.