Dybbuk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

No folclore judeu, um dybbuk ou dibbuk[nota 1] (plural: dybbukim) é um espírito humano que, devido aos seus pecados pregressos, vagueia incansavelmente até que encontre refúgio no corpo de uma pessoa viva.[2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

A crença nos dybbukim foi bastante comum nas comunidades do leste europeu dos séculos XVI e XVII: naquela época, pessoas acometidas por desordens mentais ou nervosas eram levadas à presença de um rabino responsável por operar milagres (baʿal shem). De acordo com a crença da época, esse rabino era capaz de expulsar o dybbuk por intermédio de um ritual de exorcismo.[2]

O místico Isaac Luria (15341572) foi o responsável por introduzir a doutrina da transmigração de almas (gilgul) na comunidade judaica. Ele acreditava ser a transmigração o mecanismo pelo qual as almas poderiam dar continuidade ao seu propósito de auto-aperfeiçoamento. Essa doutrina eventualmente evoluiu para a concepção de que uma pessoa poderia ser possuída por um dybbuk. O estudioso e folclorista judeu S. Ansky ajudou a despertar o interesse internacional pelos dybbukim quando seu drama iídiche Der Dybbuk (aprox. 1916) foi traduzido para várias outras línguas.[2]

Dybbuks na ficção[editar | editar código-fonte]

  • "Dybbuk", música de Gackt
  • No filme The Unborn (2009), a protagonista é atormentada por um dybbuk sob a forma de seu irmão gêmeo não-nascido.
  • Dybbuks são monstros no RPG/MMORPG Dungeons & Dragons. Eles são uma variedade de demônios intangíveis e invisíveis que possuem corpos.
  • É o tema do filme Possessão (2012), em que a protagonista é possuída por um Dybbuk.

Notas

  1. Em português: o (ou aquele) que se adere (ou que se apega).[1]

Referências

  1. Dybbuk: A glimpse of the supernatural in Jewish tradition (em inglês) Judaica Press. Visitado em 29 de outubro de 2014.
  2. a b c Dybbuk (em inglês) Enciclopédia Britânica. Visitado em 29 de outubro de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Dybbuk (em inglês). Artigo do Ph.D. Ilil Arbel a respeito dos dybbukim. Visitado em 29 de outubro de 2014.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]