ETEP Faculdades

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Dezembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
ETEP
ETEP FACULDADES
Fundação 1959
Tipo de instituição Privada
Reitor(a) Thiago Rodrigues Pêgas
Sede São José dos Campos
Campi São José dos Campos, Jacareí e Taubaté
Estado Brasão do estado de São Paulo.svg São Paulo
Afiliações Grupo CETEC Educacional
Página oficial http://www.etep.edu.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

Desde sua idealização, em 1956, a ETEP Faculdades forma com excelência profissionais para atender às demandas do mercado de trabalho. Em vista disso, a história da instituição foi marcada pela constante evolução acompanhando a evolução do Vale do Paraíba e com isto sempre ofereceu cursos alinhados com as necessidades da sociedade.

História[editar | editar código-fonte]

Como escola técnica, iniciou as suas atividades em 1956 a partir da ação de um grupo de integrantes do Rotary Club de São José dos Campos, que criou a Associação Joseense de Ensino (AJE).[carece de fontes?] A AJE implantou uma escola industrial de primeiro grau (ou Ginásio Industrial). O nome da escola é uma homenagem ao professor Everardo Miranda Passos (1905-1965), um dos idealizadores da mesma.

Em 1958 a AJE criou a ETEP - Escola Técnica "Professor Everardo Passos" que iniciou as suas atividades em 1959, oferecendo, desde sua criação, o Ensino Técnico articulado com o Ensino Médio.[carece de fontes?]

Paralelamente, em 1968 foi criada a EEI - Escola de Engenharia Industrial que oferece o curso de Engenharia Industrial Mecânica e a partir de 1987 a FACAP - Faculdade de Ciências Aplicadas que oferece aos alunos habilitação em Ciências com Licenciatura Plena em Física ou Matemática.

Em virtude da relevância que tinha o ensino técnico e da configuração da política desenvolvida tanto pelo Ministério da Educação, quanto pela Secretaria da Educação de São Paulo, a ETEP recebia subsídios públicos que garantiam a mesma possibilidade de manter o caráter gratuito de seus cursos técnicos. Este quadro passou a mudar a partir do início da década de 1980. Houve uma forte restrição dos recursos, acompanhada de incertezas quanto a continuidade do financiamento o que apontou para a possibilidade da transferência da escola para o controle do governo do estado de São Paulo. A partir de 1981 os recursos públicos passaram a ser destinados na forma de um número limitado de bolsas de estudo. Deste modo, a escola fez um levantamento sócio-econômico dos seus alunos, distribuindo as bolsas para os considerados de menor poder aquisitivo, passando a cobrar mensalidades dos demais alunos. Além disso, para reduzir despesas, diversos professores foram dispensados.[carece de fontes?]

Atualmente, a ETEP Faculdades oferece cursos de graduação (tradicionais e bacharelados), pós-graduação, técnicos. Além disso, a Escola Técnica Everardo Passos oferece o médio técnico e o pré-ETEP, modalidades para alunos de ensino médio.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]