Enrolar o fio de seda (qigong)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Enrolar o fio de seda é uma tradução do termo chinês "Chansi Gong" (纏絲功) (pinyin: chánsīgōng; Wade-Giles: ch'an2 ssu1 kung1). Estas práticas de Qigong também podem ser referidas como "Poder de enrolar a seda" (chansijing) (纏絲勁), ou como "Treinamento Fundamental".

"Enrolar o fio de seda" (Silk reeling em inglês) é uma referência a uma série de exercícios de neigong incorporados a diferentes estilos de Tai Chi Chuan.

A prática, comum a diversos estilos, recebe este nome no estilo Chen e no estilo Wu.

Em comum com os demais exercícios de Qigong, os exercícios agrupados sob este nome são realizados em um estado de concentração meditativa com ênfase no relaxamento.

Inspiração em movimento do cotidiano do trabalho com seda[editar | editar código-fonte]

Cena do cotidiano da China antiga: enrolar o fio de seda

O nome é uma metáfora, os gestos realizados nesta prática remetem ao ato de rebobinar o fio de seda de um casulo de bicho-da-seda que nunca termina.

A fim de prolongar a seda com sucesso a ação deve ser suave e firme, sem mudanças bruscas de sentido.

Demasiado rápido, o fio de seda se rompe, demasiado lento, gruda e se embaraça.

Enrolar o fio de seda é uma atividade artesanal ainda realizada na China atual.

Assim, os movimentos de enrolar o fio de seda seguem padrões contínuos, cíclicos, executados em velocidade constante com o toque leve adotado ao extrair o fio de seda do casulo.

Além dos benefícios para a saúde, o foco desta prática está no fortalecimento e no treino da coordenação do corpo inteiro (neijin), e no alinhamento e sedimentação do corpo.

São fundamentos da forma do Tai Chi Chuan e dos exercícios de "empurrar as mãos" (Tui Shou), praticados a dois.

A prática no Tai Chi Chuan estilo Chen[editar | editar código-fonte]

"Enrolar o fio de seda" pode ser realizado como uma auto-massagem que segue o desenho do Diagrama do Tai Chi

No Tai Chi Chuan estilo Chen "enrolar o fio de seda" é geralmente um aquecimento realizado antes de começar a prática do Tai Chi Chuan. Seus princípios são também princípios incorporados na prática das diversas sequências de Tai Chi Chuan do estilo Chen.

Em uma das formas de "enrolar o fio de seda" adotada no estilo Chen, os movimentos se originam do dantian e desenham a forma do símbolo Yin Yang, delineiam o Diagrama do Tai Chi (Tai Chi Tu).

O praticante começa com o círculo exterior e então adiciona o corte em "S", para mudar rapidamente de sentido e manter o movimento suave.

O peso é continuamente deslocado de uma perna para a outra.

Este movimento conduz as articulações do corpo a se moverem de forma fluída e espiralada.

Exemplos de exercícios de enrolar o fio de seda[editar | editar código-fonte]

Alguns dos exercícios de "enrolar o fio de seda" mais comuns são:

  • Enrolar o fio de seda à frente, com uma e com duas mãos, equivale ao movimento de de Tai Chi Chuan "Ondular as mãos nas nuvens" estacionário
  • Enrolar o fio de seda nas laterais, com uma e com duas mãos
  • Peng Lu Ji An, movimentos da prática de Tui Shou
  • Dragão aterrissa como um pardal, à esquerda e à direita
  • Desviar à esquerda e à direita

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Gallagher, Paul B. "Drawing Silk: Masters' Secrets for Successful Tai Chi Practice." BookSurge Publishing, 2007. ISBN 1419663127
  • WU Kung-tsao. Wu Family T'ai Chi Ch'uan (吳家太極拳), Hong Kong, 1980.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]