Esfíncter ileocecal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esfíncter Ileocecal

O esfíncter ileocecal, evita o movimento retrógrado dos conteúdos do cólon para o íleo.Consiste em um anel bem desenvolvido de músculo circular que permanece constrito a maior parte do tempo. Além do esfíncter,em muitas espécies há uma dobra de mucosa que atua como uma válvula de via única,bloqueando ainda mais a movimentação de conteúdos do cólon para o íleo. Durante períodos de atividade peristálticas no íleo,o esfíncter relaxa,permitindo o movimento do material para dentro do cólon. Quando a pressão colônica aumenta,o esfíncter se constringe ainda mais.

Movimentos[editar | editar código-fonte]

O esfíncter ileocecal se abre quando uma onda peristáltica percorre o íleo terminal e restos do quimo são transferidos para o ceco.O esfíncter se fecha,então,impossibilitando refluxos.

Função[editar | editar código-fonte]

Diminui a velocidade do esvaziamento do conteúdo do íleo para o ceco exceto imediatamente após uma refeição.Grau de contração controlado por reflexos provenientes do ceco mediados pelo plexo mioentérico e SNA simpático.

Controle por Feedback do Esfíncter Ileocecal[editar | editar código-fonte]

O grau de contração do esfíncter ileocecal e a intensidade de peristalse no íleo terminal são controlados significativamente por reflexos do ceco.Quando o ceco se distende,a contração do esfíncter ileocecal se intensifica e a peristalse ileal é inibida,fatos que retardam bastante o esvaziamento de mais quimo do íleo para o ceco.Além disso,qualquer irritação no ceco retarda o esvaziamento.Por exemplo,quando uma pessoa está com o apêndice inflamado,a irritação deste acessório vestigial do ceco pode causar espasmo intenso do esfíncter ileocecal e paralisia parcial do íleo,de tal forma que esses efeitos em conjunto bloqueiam o esvaziamento do íleo no ceco.Os reflexos do ceco para o esfíncter ileocecal e o íleo são mediados tanto pelo plexo mientérico na parede do trato intestinal como pelos nervos autônomos extrínsecos,especialmente por meio dos gânglios simpáticos pré-vertebrais.

Válvula Ileocecal[editar | editar código-fonte]

A principal função da válvula ileocecal é evitar o refluxo de conteúdos fecais do cólon para o intestino delgado.A válvula ileocecal projeta-se para o lúmen do ceco e é fechada quando a pressão aumentada no intestino grosso empurra os conteúdos contra a abertura da válvula.A válvula normalmente consegue resistir a pressão reversa de 50 a 60 centímetros de água.Além disso,a parede do íleo alguns centímetros acima da válvula ileocecal tem uma musculatura circular espessa,denominada esfíncter ileocecal.Esse esfíncter normalmente permanece levemente contraído e retarda o esvaziamento de conteúdo ileais no ceco. Entretanto,imediatamente após uma refeição,um reflexo gastroileal intensifica a peristalse no íleo e esvazia os conteúdos ileais no ceco.A resistência ao esvaziamento na válvula ileocecal prolonga permanência do quimo no íleo e,assim,facilita a absorção.Normalmente,apenas 1500 a 2000 mililitros de quimo esvaziam-se no ceco por dia.


Óstio Iliocecal[editar | editar código-fonte]

O óstio iliocecal apresenta duas pregas ou lábios, uma acima e outra abaixo,que formam a assim chamada válvula iliocecal (iliocólica).Estas pregas se juntam em suas partes terminais e se continuam como o frêmulo da valva iliocecal.

Artéria Iliocólica[editar | editar código-fonte]

A artéria iliocólica,que é um ramo da mesentérica superior, dá origem a artéria cecal anterior e posterior.A posterior irriga a maior parte do cécum.


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Tratado de Fisiologia Médica - Arthur C.Guyton,MD, e John E. Hall,PhD 11ª edição
  2. Anatomia - Orientada para Clínica - Keith L.Moore / Arthur F.Dally
  3. Anatomia - Gardner Gray O'Rahilly
  4. Guyton & Hall - Tratado de Fisiologia, Ed. Elsevier - 2011 - 12ª edição