Estrela de movimento próprio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Astronomia.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde abril de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Estrela de movimento próprio é uma estrela que muda de posição no céu (mudança na direção na qual vemos, em oposição a velocidade radial), depois de eliminados os movimentos aparentes.

Introdução[editar | editar código-fonte]

Numa primeira analise , a estrela parece estar fixa no céu, em relação as outras estrelas. Uma observação mais cuidadosa revelará que as estrelas mudam lentamente de posição e que cada estrela possui seu próprio movimento.

Este movimento é devido ao verdadeiro movimento das estrelas em relação ao Sol e ao sistema solar através do espaço. Este movimento é medido em duas quantidades. Movimento angular e o próprio movimento.

A primeira quantidade indica para qual direção a esfera celeste gira, e a segunda quantidade fornece a magnitude do movimento, segundo de arco por ano.

História[editar | editar código-fonte]

O movimento das estrelas foi pela primeira vez descoberto por Edmund Halley em 1718, quando relatou que na constelação Sirius, as estrelas Arcturus e Aldebaran haviam se movido meio grau, desde a medição efetuada pelo astrônomo da antiguidade Hipparchus ou Hiparco, cerca de 1850 anos antes.

As seguintes estrelas apresentam grande movimento.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]