Edmond Halley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Edmond Halley
Astronomia, Geofísica, Geometria, Meteorologia e Física
Retrato por Thomas Murray, ca. 1687
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Nascimento 8 de novembro de 1656
Local Haggerston, Shoreditch, Londres, Inglaterra
Morte 14 de janeiro de 1742 (85 anos)
Local Greenwich, Londres, Inglaterra
Atividade
Campo(s) Astronomia, Geofísica, Geometria, Meteorologia e Física
Instituições Universidade de Oxford
Conhecido(a) por Cometa de Halley
Astrônomo Real Britânico

Edmond Halley (Haggerston, 8 de novembro de 1656Greenwich, 14 de janeiro de 1742) foi um astrônomo e matemático britânico, célebre por ser o descobridor do cometa Halley, em 1696.[1] [2] Foi amigo de Isaac Newton, e ajudou-o a publicar suas três leis da mecânica.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Realizações[editar | editar código-fonte]

Halley foi o primeiro astrônomo a teorizar que os cometas seriam objetos periódicos e previu que no ano de 1758 um cometa cruzaria o Sistema Solar. Devido a essa previsão, em sua homenagem, o cometa passou a ser chamado cometa Halley. Aplicou o método de Newton para calcular órbitas de cometas em 24 astros deste tipo e descobriu que aqueles observados em 1531, 1607 e 1682 tinham órbitas muito similares. Concluiu então que esse e outros cometas não eram objetos novos e sim objetos redescobertos que apenas retornavam às regiões interiores do Sistema Solar[1] .

Halley publicou os resultados de suas observações em 1705, na obra A Synopsis of the Astronomy of Planets (Uma Sinopse da Astronomia dos Planetas). Os estudos sobre os cometas, porém, ocuparam apenas uma pequena parte da sua vida científica. Além de ser Astrônomo Real Britânico e professor da Cátedra Savilian de geometria na Universidade de Oxford, Halley produziu em 1678 um mapa do céu meridional[1] . Mostrou em 1716 como a distância entre a Terra e o Sol poderia ser calculada a partir dos trânsitos (passagens por uma linha de referência) de Mercúrio e Vênus, e descobriu o movimento próprio das estrelas em 1718[2] .

Tumba de Halley

Outras descobertas[editar | editar código-fonte]

Descobriu também a relação entre a pressão barométrica e a altura acima do nível do mar, mapeou o campo magnético superficial da Terra, predisse de forma precisa as trajetórias dos eclipses solares e apresentou pela primeira vez uma justificativa racional para a existência da aurora boreal: a hipótese da Terra oca. Halley também dedicou uma parte de seu tempo aos assuntos relativos à economia, à engenharia naval e à diplomacia, exercendo papel de destaque na publicação dos Principia, de Isaac Newton[2] .

Também desenvolveu notáveis observações sobre o magnetismo terrestre, demonstrou que as chamadas estrelas fixas têm movimento próprio, embora muito lento, publicou diversos trabalhos matemáticos, colaborou no projeto da construção do Observatório de Greenwich[2] .

Na atuária e demografia, contribuiu com estudos sobre mortalidade e com a obra An Estimate of the Degrees of the Mortality of Mankind [1], de 1693, no qual apresenta a Breslau Table, a primeira tábua de mortalidade construída sob preceitos científicos, com dados de nascimento e mortalidade obtidos na cidade silesiana de Breslau pelo professor alemão Caspar Neumann.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Halley, o mais famoso dos cometas (em português) unificado.com.br. Visitado em 06 de maio de 2012.
  2. a b c d Edmond Halley- Biografia (em português) Brasil Escola. Visitado em 06 de maio de 2012.


Precedido por
John Flamsteed
Astrônomo Real Britânico
1720 — 1742
Sucedido por
James Bradley


Ícone de esboço Este artigo sobre um astrônomo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.