Princípios Matemáticos da Filosofia Natural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Capa da obra Philosophiae naturalis principia mathematica.

Os Princípios Matemáticos da Filosofia Natural (em latim: Philosophiae naturalis principia mathematica, também referido como Principia Mathematica ou simplesmente, Principia) é uma obra de três volumes escrita por Isaac Newton, publicada em 5 de julho de 1687.[1] Newton publicou outras duas edições, em 1713 e 1726.

Provavelmente o livro de ciências naturais de maior influência já publicado, contém as leis de Newton para o movimento dos corpos, fundamentação da mecânica clássica, assim como a lei da gravitação universal.[2] Newton demonstrou as leis de Kepler para o movimento dos planetas (que haviam sido obtidas empiricamente).[2]

Na formulação de suas teorias da física, Newton desenvolveu um campo da matemática conhecido como cálculo. Entretanto, a linguagem do cálculo foi deixada de fora do Principia. Em vez de usá-lo, Newton demonstrou a maioria de suas provas com argumentos geométricos.

O Philosophiae naturalis principia mathematica é composto de três volumes[2] :

  1. De motu corporum - Sobre o movimento dos corpos
  2. De motu corporum - Sobre o movimento dos corpos (cont.)
  3. De mundi systemate - Sobre o sistema do Mundo

Referências

  1. Versão do Principia em inglês: [1].
  2. a b c RONAN, Colin A.. História Ilustrada da Ciência: Universidade de Cambridge. 1. ed. São Paulo: Círculo do Livro, 1987. 4 vols. vol. III - Da Renascença à Revolução Científica.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikipedia-pt-hist-cien-logo.png Portal de história da ciência. Os artigos sobre história da ciência, tecnologia e medicina.
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.