Pêndulo de Newton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O pêndulo de Newton em movimento.

O pêndulo de Newton ou Berço de Newton é um dispositivo que recebe o nome do físico Sir Isaac Newton por demonstrar empiricamente a conservação do momentum e da energia, leis físicas estudadas e demonstradas por Newton.

Descrição e propósito[editar | editar código-fonte]

É construído a partir de uma série de pêndulos (normalmente 5) adjacentes uns dos outros. Cada pêndulo está anexado a uma armação por duas cordas de igual comprimento e ângulos opostos formados entre estas. Se essas cordas não fossem iguais em comprimento, as bolas ficariam desequilibradas. Esse arranjo de cordas restringe os movimentos do pêndulo ao mesmo plano.

O comportamento do pêndulo decorre da conservação do momento e da energia apenas no caso de dois pêndulos. Na verdade, se houver n pêndulos existem também n velocidades desconhecidas para serem calculadas a partir das condições iniciais. Uma outra condição para o resultado observado é que uma onda de impacto deve se propagar livre de dispersão por entre a cadeia de bolas.

O princípio demonstrado pelo dispositivo, a lei do impacto entre os corpos, foi mostrada primeiramente pelo físico francês Abbé Mariotte, no século XVII. [1] [2] Sir Isaac Newton reconheceu o trabalho de Mariotte, dentre outros, em seu Philosophiae Naturalis Principia Mathematica.

Invenção e desenho[editar | editar código-fonte]

Desde sua produção, em 1967, pelo ator Simon Prebble, o pêndulo de Newton se tornou um brinquedo popular em ambientes de trabalho. De início, uma versão de madeira era vendida pela Harrods em Londres e mais tarde um desenho cromado foi criado pelo escultor e posterior diretor de cinema Richard Loncraine.


Referências

  1. Harvard website page on Newton's Cradle. Página visitada em 7 de Outubro de 2007.
  2. Wikisource-logo.svg "Edme Mariotte" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • F. Herrmann, P. Schmälzle: A simple explanation of a well-known collision experiment, Am. J. Phys. 49, 761 (1981)
  • F. Herrmann, M. Seitz: How does the ball-chain work?, Am. J. Phys. 50, 977 (2012)

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pêndulo de Newton

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.