FLT3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tirosino-quinase 3 Fms-relacionado
Indicadores
Símbolo FLT3
Símbolos alt. STK1; CD135; FLK2
HUGO 3765
Entrez 2322
OMIM 136351
UniProt Q2VPD1

Tirosino-quinase 3 Fms-relacionado (FLK2, STK1, CD135 ou FLT3) é um gene relacionado com a proliferação de células sanguíneas.

Este gene codifica um receptor tirosino-quinase de classe III que regula a hematopoiese.[1] Este receptor consiste de um domínio extracelular composto de cinco domínios semelhantes a imunoglobulina, uma região transmembrana e um domínio citoplasmático dividido em duas partes por um domínio de inserção da quinase.

Este receptor é ativado pela ligação do ligante FLT3 ao domínio extracelular, o que induz a formação de um homodímero na membrana plasmática levando a autofosforilação do receptor. O receptor ativado subsequentemente fosforila e ativa múltiplas moléculas efetoras citoplasmáticas e vias de sinalização que envolvem apoptose, proliferação e diferenciação de células hematopoiéticas na medula óssea.

Mutações que resultam na ativação constitutiva deste receptor estão relacionadas com a leucemia mielóide aguda e a leucemia linfóide aguda.

Referências

  1. Vu Ha et al. (jun 2009). "The juxtamembrane domain in ETV6/FLT3 is critical for PIM-1 up-regulation and cell proliferation". Biochem Biophys Res Commun 383 (3): 308-13 pp..