Frederico II de Saxe-Gota-Altemburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frederico II de Saxe-Gota-Altemburgo
Duque de Saxe-Gota-Altemburgo
Duque de Saxe-Gota-Altemburgo
Período 2 de Agosto de 1691 - 23 de Março de 1732
Predecessor Frederico I de Saxe-Gota-Altemburgo
Sucessor Frederico III de Saxe-Gota-Altemburgo
Cônjuge Madalena Augusta de Anhalt-Zerbst
Descendência
Sofia de Saxe-Gota-Altemburgo
Frederico III de Saxe-Gota-Altemburgo
Natimorto
Guilherme de Saxe-Gota-Altemburgo
Carlos Frederico de Saxe-Gota-Altemburgo
Natimota
João Augusto de Saxe-Gota-Altemburgo
Cristiano de Saxe-Gota-Altemburgo
Cristiano Guilherme de Saxe-Gota-Altemburgo
Luís Ernesto de Saxe-Gota-Altemburgo
Emanuel de Saxe-Gota-Altemburgo
Maurício de Saxe-Gota-Altemburgo
Sofia de Saxe-Gota-Altemburgo
Carlos de Saxe-Gota-Altemburgo
Frederica de Saxe-Gota-Altemburgo
Natimorto
Madalena Sibila de Saxe-Gota-Altemburgo
Augusta de Saxe-Gota-Altemburgo
João Adolfo de Saxe-Gota-Altemburgo
Pai Frederico I de Saxe-Gota-Altemburgo
Mãe Madalena Sibila de Saxe-Weissenfels
Nascimento 28 de Junho de 1676
Gota, Alemanha
Morte 23 de março de 1732 (55 anos)
Altemburgo, Alemanha

Frederico II de Saxe-Gota-Altemburgo (28 de julho de 1676 - 23 de março de 1732) foi o duque de Saxe-Gota-Altemburgo de 1691 até à sua morte.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frederico era o quinto filho e primeiro varão do duque Frederico I de Saxe-Gota-Altemburgo e da duquesa Madalena Sibila de Saxe-Weissenfels. Após a morte do pai em 1691, Frederico passou a governar o ducado de Saxe-Gota-Altemburgo.

Como ainda era menor de idade, foi formado um conselho de regência entre os seus tios, os duques Bernardo I de Saxe-Meiningen e o duque Henrique de Saxe-Römhild. Em 1693, depois de regressar de uma viagem pela Holanda e a Inglaterra, Frederico escreveu ao sacro-imperador para lhe pedir uma licença de maioridade e passou a governar o seu ducado de forma independente. Frederico era um governante amando do barroco. A sua política de construção e o exército que herdou do seu pai e aumentou durante o seu reinado gastaram grande parte do seu rendimento. Para resolver o problema, Frederico alugou os seus soldados a príncipes estrangeiros, o que lhe trouxe grandes dificuldades em 1702, quando o rei Luís XIV de França alugou os soldados de Saxe-Gota para os usar na guerra contra o sacro-imperador.

Quanto à política interna, Frederico deu seguimento ao trabalho do pai. Abriu um orfanato em Altemburgo em 1715, um asilo em Kahla em 1726 e mandou construir o Magdalenenstift em honra da sua mãe e da sua esposa que partilhavam o mesmo nome. Em 1705 também abriu uma escola para mulheres da nobreza. Comprou a colecção de moedas do príncipe António Günther de Schwarzburg-Arnstadt por cem mil táleres que juntou à sua colecção e que hoje em dia ainda pode ser vista no Schloss Friedenstein.

À medida que vários dos seus tios morriam sem deixar descendência, Frederico foi herdando novas terras que incluíam partes dos ducados de Saxe-Coburgo, Saxe-Eisenberg e Saxe-Römhild, mas devido a longas disputas hereditárias entre os ducados ernestinos, que duraram até 1735, o sacro-imperador teve de intervir e escolher que partes seriam herdadas por quem.

Casamento e Descendência[editar | editar código-fonte]

Frederico casou-se com a princesa Madalena Augusta de Anhalt-Zerbst no dia 7 de Junho de 1696. Tiveram dezanove filhos:

  1. Sofia de Saxe-Gota-Altemburgo (30 de maio de 1697 - 29 de novembro de 1703), morreu aos seis anos de idade de varíola.
  2. Frederico III de Saxe-Gota-Altemburgo (14 de abril de 1699 - 10 de março de 1772), casado com a princesa Luísa Doroteia de Saxe-Meiningen; com descendência.
  3. Filho natimorto (22 de abril de 1700).
  4. Guilherme de Saxe-Gota-Altemburgo (12 de março de 1701 - 31 de maio de 1771), casado com a duquesa Ana de Holstein-Gottorp; sem descendência.
  5. Carlos Frederico de Saxe-Gota-Altemburgo (20 de setembro de 1702 - 21 de novembro de 1703), morreu com pouco mais de um ano de idade de varíola.
  6. Filha natimorta (8 de maio de 1703).
  7. João Augusto de Saxe-Gota-Altemburgo (17 de fevereiro de 1704 - 8 de maio de 1767), casado com a princesa Luísa Reuss de Schleiz; com descendência.
  8. Cristiano de Saxe-Gota-Altemburgo (27 de fevereiro de 1705 - 5 de março de 1705), morreu de varíola com poucos dias de idade.
  9. Cristiano Guilherme de Saxe-Gota-Altemburgo (28 de maio de 1706 - 19 de julho de 1748), casado com a princesa Luísa Reuss de Schleiz; sem descendência.
  10. Luís Ernesto de Saxe-Gota-Altemburgo (28 de dezembro de 1707 - 13 de agosto de 1763), morreu solteiro e sem descendência.
  11. Emanuel de Saxe-Gota-Altemburgo (5 de abril de 1709 - 10 de outubro de 1710), morreu com poucos meses de idade.
  12. Maurício de Saxe-Gota-Altemburgo (11 de maio de 1711 - 3 de setembro de 1777), morreu solteiro e sem descendência.
  13. Sofia de Saxe-Gota-Altemburgo (23 de agosto de 1712 - 12 de novembro de 1712), morreu com poucos meses de idade.
  14. Carlos de Saxe-Gota-Altemburgo (17 de abril de 1714 - 10 de julho de 1715), morreu com poucos meses de idade.
  15. Frederica de Saxe-Gota-Altemburgo (17 de julho de 1715 - 12 de maio de 1775), casada com o duque João Adolfo II de Saxe-Weissenfels; com descendência.
  16. Filho natimorto (30 de novembro de 1716).
  17. Madalena Sibila de Saxe-Gota-Altemburgo (15 de agosto de 1718 - 9 de novembro de 1718), morreu com poucos meses de idade.
  18. Augusta de Saxe-Gota-Altemburgo (30 de novembro de 1719 - 8 de fevereiro de 1772), casado com o príncipe Frederico de Gales; com descendência, incluindo o rei Jorge III do Reino Unido.
  19. João Adolfo de Saxe-Gota-Altemburgo (18 de maio de 1721 - 29 de abril de 1799), morreu solteiro e sem descendência.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Frederico II de Saxe-Gota-Altemburgo em três gerações[1]
Frederico II de Saxe-Gota-Altemburgo Pai:
Frederico I de Saxe-Gota-Altemburgo
Avô paterno:
Ernesto I de Saxe-Gota
Bisavô paterno:
João II de Saxe-Weimar
Bisavó paterna:
Doroteia Maria de Anhalt
Avó paterna:
Isabel Sofia de Saxe-Altemburgo
Bisavô paterno:
João Filipe de Saxe-Altemburgo
Bisavó paterna:
Isabel de Brunswick-Wolfenbüttel
Mãe:
Madalena Sibila de Saxe-Weissenfels
Avô materno:
Augusto de Saxe-Weissenfels
Bisavô materno:
João Jorge I da Saxônia
Bisavó materna:
Madalena Sibila da Prússia
Avó materna:
Ana Maria de Mecklemburgo-Schwerin
Bisavô materno:
Adolfo Frederico I de Mecklemburgo
Bisavó materna:
Ana Maria da Frísia Oriental

Referências