Furacão Maria (2005)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Furacão Maria
Categoria 3  (EFSS)
Hurricane Maria September 6 2005.jpg
O furacão Maria em 6 de Setembro de 2005 algumas horas antes de seu pico de intensidade
Formação: 1 de Setembro de 2005
Dissipação: 10 de Setembro de 2005
Vento mais forte (1 min): 100 nós (185 km/h, 115 mph)
Pressão mais baixa: 962 hPa (mbar) ou 722 mmHg
Danos: $3,1 milhões de dólares (valores em 2005)
Inflação: $3,4 milhões de dólares (valores em 2008)
Fatalidades: 3 diretas
Áreas afetadas: Nenhuma diretamente (Estados Unidos da América (Nova Jérsei) indiretamente como ciclone tropical e Islândia e Noruega como ciclone extratropical)
Parte da
Temporada de furacões no Atlântico de 2005

O furacão Maria foi um furacão do tipo cabo verdiano que formou-se em Setembro durante a temporada de furacões no Atlântico de 2005. Maria foi o décimo terceiro sistema tropical nomeado, o sexto furacão e o quarto 'furacão maior' da temporada.

O furacão maria formou-se na região central do Oceano Atlântico norte em 1 de Setembro e seguiu para noroeste, fortalecendo-se sobre águas quentes. O ciclone tropical alcançou seu pico de intensidade em 5 de Setembro a leste de Bermudas e enfraqueceu-se gradualmente antes de se tornar um ciclone extratropical em 10 de Setembro. O furacão Maria não tingiu diretamente a costa com um sistema tropical, mas trouxe ventos com intensidade equivalente a de uma tempestade tropical para Islândia como uma tempestade extratropical e suas chuvas pesadas causaram três mortes na Noruega.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Furacão Maria (2005)

Referências

  1. National Hurricane Center. Tropical Cyclone Report: Hurricane Maria (PDF) (em inglês) NOAA.. Página visitada em 7 de Maio de 2006.
Ícone de esboço Este artigo sobre ciclones tropicais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.