Guy Delisle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guy Delisle.

Guy Delisle (Quebec, 19 de Janeiro de 1966) é um quadrinista canadense. Ele estudou animação no Sheridan College em Oakville, próximo a Toronto, e trabalhou, então, para o estúdio de animação CinéGroupe, em Montreal. Trabalhou, posteriormente, para diferentes estúdios no Canadá, Alemanha, França, China e Coréia do Norte.

Suas experiências como supervisor em estúdios de animação na Ásia são contadas em dois livros em quadrinhos: Shenzhen, publicado em 2000, contando sua experiência na China e Pyongyang, publicado em 2003, narrando suas impressões sobre o regime ditatorial norte-coreano. Publicou em 2009, um terceiro livro: Crônicas Birmanesas, em que narra sua viagem a Myanmar, denunciando o regime ditatorial deste país. Seus trabalhos já foram traduzidos para várias línguas. E após a publicação destas obras, não é mais bem-vindo nos três países.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Delisle é casado com uma administradora da organização Médicos Sem Fronteiras[1] Com ela, ele fez uma viagem a Mianmar (antiga Birmânia) em 2005, que é contada em Chroniques Birmanes (2007), [2] traduzida em Inglês como Burma Chronicles.

No verão de 2009, que completou um ano de residência em Jerusalém, novamente com Médecins Sans Frontières.[3] Esta estadia foi relatada em Chroniques de Jerusalém (2011), que ganhou o Prêmio Internacional de Banda Desenhada em 2012. [4] Na França, Chroniques de Jerusalém ( As Crônicas de Jerusalém) tornou-se um best-seller.[5]

Referências