Implúvio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Implúvio da Casa do Fauno, de Pompeia
Implúvio numa casa romana de Espoleto

O implúvio (em latim: impluvium) era uma espécie de tanque retangular com fundo plano usado para recolher água da chuva que se encontrava no vestíbulo das casas (em latim: domus) dos antigos gregos, etruscos e romanos.

A água da chuva que entrava no domus através do complúvio (compluvium, uma abertura central no teto por onde entrava também a luz natural que iluminava todas as divisões adjacentes) escorria para o implúvio, situado cerca de 30 cm abaixo do nível do solo e que frequentemente estava ligado a um tanque onde se armazenava o excesso de água, o qual podia ser quando fosse necessário. Esse tanque tinha também a função de regular a temperatura em períodos de muito calor.

Os implúvios dos domus romanos, que normalmente pertenciam a famílias patrícias (nobres), eram por vezes construídos em mármore e decorados com pequenas estátuas. Durante as escavações da Casa do Fauno, uma das casas privadas mais luxuosas da antiga cidade de Pompeia, foi descoberto um implúvio com uma estátua de bronze dum fauno dançando no centro, que atualmente se conserva no Museu Arqueológico de Nápoles.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Implúvio
  • Implúvio. www.Infopedia.pt. Página visitada em 30 de setembro de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.