Isabel Lustosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Isabel Idelzuite Lustosa da Costa (Sobral, 23 de setembro de 1955) é uma historiadora, ensaísta e escritora brasileira, pesquisadora e historiadora da Fundação Casa de Rui Barbosa. [1]

Conhecida por seus estudos sobre a história da imprensa no Brasil, Isabel Lustosa é doutora em Ciência Política pelo Iuperj. Trabalhou no Museu da República e no IPHAN.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Histórias de presidentes, a República no Catete. Rio de Janeiro: Agir, 2008 (publicado em 1989 pela editora Vozes) ISBN 978-85-220-0764-6
  • Brasil pelo método confuso: humor e boemia em Mendes Fradique'. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1993.
  • A história dos escravos. São Paulo: Cia das Letrinhas, (1998)
  • "Nássara: o perfeito fazedor de artes". Rio de Janeiro: Relume Dumará, (1999)
  • Insultos impressos: a guerra dos jornalistas na Independência. São Paulo: Cia das Letras (2000)
  • "Lapa do desterro e do desvario: uma antologia" (org.). Rio de Janeiro: Casa da Palavra, (2001)
  • O nascimento da imprensa brasileira. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor (2003)
  • As trapaças da sorte: ensaios de história política e história cultural Belo Horizonte: EDUFMG, (2004)
  • D. Pedro I: um herói sem nenhum caráter. São Paulo: Companhia das Letras, 2006 ISBN 85-359-0807-2
  • "A História do Brasil explicada aos meus filhos". Rio de Janeiro: Agir, 2007.
  • Imprensa, história e literatura. (org.) Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, (2008)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.