Itambé do Mato Dentro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itambé do Mato Dentro
"Itambé"
Igreja Matriz Nossa Senhora das Oliveiras

Igreja Matriz Nossa Senhora das Oliveiras
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 30 de dezembro de 1962
Gentílico itambeense
Prefeito(a) Jose Elisio de Oliveira Duarte (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Itambé do Mato Dentro
Localização de Itambé do Mato Dentro em Minas Gerais
Itambé do Mato Dentro está localizado em: Brasil
Itambé do Mato Dentro
Localização de Itambé do Mato Dentro no Brasil
19° 24' 50" S 43° 19' 15" O19° 24' 50" S 43° 19' 15" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte IBGE/2008[1]
Microrregião Conceição do Mato Dentro IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Morro do Pilar, São Sebastião do Rio Preto, Passabém, Santa Maria de Itabira, Itabira, Jaboticatubas e Santana do Riacho.
Distância até a capital 121 km
Características geográficas
Área 381,066 km² [2]
População 2 283 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 5,99 hab./km²
Clima Tropical de altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,674 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 11 292,977 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 535,33 IBGE/2008[5]
Página oficial

Itambé do Mato Dentro é um município do estado de Minas Gerais, no Brasil. Sua população em 2007 era de 2 434 habitantes.

"Sabe-se por tradição que este povoado foi fundado pelo bandeirante Romão Gramacho, de fins de 1600 a princípios de 1700. Nele permaneceu alguns anos, ocupados na extração de ouro, tendo erigido na rua das Cavalhadas uma capela dedicada a N. Srª de Oliveira, porém, coberta de palha, já tendo desaparecido seu último vestígio" [6] .

Reza lenda Itambeense que todas as noites de sexta-feiras de lua cheia o Bandeirante Romão Gramacho corre as ruas da cidade em seu cavalo, fazendo mal a todos que na rua ele encontra.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

A palavra "Itambé" é de origem tupi e significa "Pedra Afiada", através da junção de i'tá (pedra) e aim'bé (afiada).[7]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Rev. Arquivo Público Mineiro, IV, 674
  7. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 974.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.