Johan August Arfwedson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Johan August Arfwedson
Química
Nacionalidade Suécia Sueco
Nascimento 12 de janeiro de 1792
Local Skagersholms bruk
Morte 28 de outubro de 1841 (49 anos)
Local Hedensö
Atividade
Campo(s) Química
Conhecido(a) por Descoberta do lítio

Johan August Arfwedson (Skagersholms bruk, Västergötland, 12 de janeiro de 1792Hedensö, 28 de outubro de 1841) foi um químico sueco, descobridor do elemento químico lítio (1817).

Arfwedson pertenceu a uma rica família burguesa, filho do comerciante Jacob Arfwedson e de sua esposa Anna Elisabeth Holtermann. Matriculou-se com idade tenra (11 anos) na Universidade de Uppsala em 1803, onde se graduou em 1809 como advogado, obtendo posteriormente uma segunda graduação, desta vez em mineralogia (1812). No último ano, assumiu um cargo (sem salário) na "Royal Board of Mines", sendo promovido a um novo cargo (ainda sem salário), como representante legal do órgão, em 1814.

Em Estocolmo, Arfwedson conheceu o químico Jöns Jacob Berzelius, obtendo acesso ao seu laboratório, onde fez a descoberta do elemento lítio em 1817, analisando o mineral petalita. Nos anos 1818 e 1819, juntamente com Berzelius, efetuou uma viagem pela Europa. Após o retorno a sua terra natal, construiu seu próprio laboratório. Passou o restante dos seus dias de vida administrando e multiplicando a sua riqueza, herdada do pai.

O raro mineral arfvedsonita foi nomeado em sua homenagem.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.