Jorge Loredo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Jorge Loredo
Nome completo Jorge Rodrigues Loredo
Nascimento 7 de maio de 1925
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade  brasileiro
Morte 26 de março de 2015 (89 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Advogado, Ator e Humorista
IMDb: (inglês)

Jorge Rodrigues Loredo (Rio de Janeiro, 7 de maio de 1925 - Rio de Janeiro, 26 de março de 2015)[1] foi um ator e humorista brasileiro, mais conhecido por seu personagem Zé Bonitinho. Paralelamente, exerceu a profissão de advogado, especialista em Direito Previdenciário e do Trabalho. Era irmão do também ator João Loredo também falecido.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Luiza Rodrigues Loredo e do comerciante Etelvino Ignacio Loredo, Jorge foi criado no subúrbio de Campo Grande, no Rio de Janeiro. Aos 12 anos foi diagnosticado com osteomielite na perna esquerda.[2] A dor constante, só curada nos anos 70, fez de Loredo um garoto introvertido e cabisbaixo. Aos 20 anos, devido a uma tuberculose, foi internado num sanatório. O que parecia ser mais uma tragédia foi, ao contrário, sua salvação. Incentivado pelos médicos, participou de um grupo teatral no hospital e descobriu sua vocação de ator.[3]

Após receber alta, um teste vocacional identificou tendência para "atividades exibicionistas". Loredo procurou uma escola de teatro em busca de papéis "sérios". A contragosto, sua primeira audição foi para representar o monólogo cômico Como Pedir uma Moça em Casamento. Aprovado, adotou o humorismo como profissão.[3] Foi quando surgiram personagens clássicos como o mendigo filósofo que tratava a todos os que lhe davam esmolas de "meu nobre colega", na Praça da Alegria, no final dos anos 1950.[4]

Zé Bonitinho[editar | editar código-fonte]

Seu principal personagem, Zé Bonitinho, era uma caricatura de um cafajeste: homem com topete, bigodinho, gravata borboleta e terno extravagante. Estrou em 1960 no programa "Noites Cariocas", dirigido por Chico Anysio na TV Rio.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Faleceu aos 89 anos em 26 de março de 2015, após ter sido internado no Hospital São Lucas, no Rio de Janeiro.[5]

Loredo estava internado no hospital desde o dia 3 de fevereiro e a partir do dia 13 foi mantido na Unidade Cardio Intensiva. Teve uma longa luta contra uma doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e um enfisema pulmonar. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. O corpo do humorista foi cremado no dia 27 de março, no Cemitério do Caju, no Rio de Janeiro.[6]

Apesar da idade, até 2013 o humorista ainda continuava atuando e se comunicando com seus fãs através das redes sociais, mantendo uma agenda de shows.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]